Geral

Massa admite ter parado em posição errada no grid de largada

Após a polêmica do grid de largada do GP da Bélgica, Felipe Massa admitiu que parou quase meio carro à frente da marca certa. Segundo o brasileiro, em entrevista nesta quinta-feira no autódromo de Monza, o problema foi causado porque sua posição no cockpit não dá visibilidade suficiente das linhas no asfalto. A Federação Internacional […]

Arquivo Publicado em 09/09/2010, às 22h19

None

Após a polêmica do grid de largada do GP da Bélgica, Felipe Massa admitiu que parou quase meio carro à frente da marca certa. Segundo o brasileiro, em entrevista nesta quinta-feira no autódromo de Monza, o problema foi causado porque sua posição no cockpit não dá visibilidade suficiente das linhas no asfalto.


A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) admitiu na semana passada que Massa estava muito à frente da posição correta no grid no momento da largada. Segundo a entidade, o brasileiro deveria ter sido penalizado, mas o incidente só foi notado por meio de vídeos amadores, de torcedores que estavam na arquibancada da reta dos boxes de Spa-Francorchamps, na semana seguinte à corrida. Segundo as regras da Fórmula 1, era muito tarde para aplicar uma punição, já que o resultado já tinha sido publicado.


 Talvez eu seja o piloto menos alto no carro. Fico colocado em uma posição muito baixa na Ferrari. Se eu fosse um pouquinho maior, seria mais fácil ver a linha. Definitivamente não consigo ver as marcas pintadas no asfalto bem, por isso fiquei um pouco à frente. Foi isso – diz Massa.


A FIA iniciou uma investigação sobre a largada de Felipe Massa, porque o erro não foi descoberto a tempo pelos comissários de prova. O brasileiro escapou de uma punição após nenhuma reclamação ter sido feita antes da divulgação do resultado oficial da prova. Charlie Whiting, diretor de provas, não recebeu informações dos fiscais e os sistemas eletrônicos do grid também não detectaram a falha. O posicionamento errado é, em teoria, uma brecha no regulamento esportivo.

Jornal Midiamax