Geral

Marina quer “despolarizar” cenário eleitoral

A senadora Marina Silva (PV-AC) disse hoje (28) que sua candidatura pode contribuir para despolarizar o atual cenário delineado pelas prováveis candidaturas de José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Marina afirmou, durante o Fórum Social Mundial, na capital gaúcha, que vai lutar “contra a polarização de dois passados”. “Começamos esse movimento há cinco meses […]

Arquivo Publicado em 28/01/2010, às 21h17

None

A senadora Marina Silva (PV-AC) disse hoje (28) que sua candidatura pode contribuir para despolarizar o atual cenário delineado pelas prováveis candidaturas de José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). Marina afirmou, durante o Fórum Social Mundial, na capital gaúcha, que vai lutar “contra a polarização de dois passados”.

“Começamos esse movimento há cinco meses e temos 8% [de aprovação]. Se considerarmos que a ideia do PV de ter candidatura ainda é desconhecida por 50% da população, há de convir que comparado àqueles que são candidatos desde os oito anos, ou que são alavancados, legitimamente, por seus líderes, por seus partidos, há três anos, é um feito relevante”, declarou à imprensa.

A senadora também comentou a prisão de militantes Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), no interior de São Paulo. Sem polemizar, disse que qualquer coisa que extrapole o Estado de Direito não deve ser aceito. “Qualquer forma autoritária de tratar os movimentos não é a melhor maneira de lidar com eles”, afirmou.

Marina também voltou a falar sobre seu provável candidato a vice, o empresário e presidente da Natura, Guilherme Leal, anunciado hoje. “Obviamente, quando se tem uma pré-candidata, há nas lideranças do PV, e no meu coração, um pré-vice, se é que existe essa palavra.”

Jornal Midiamax