Geral

Investimento estrangeiro direto deve somar US$ 2,7 bi em setembro

O investimento estrangeiro direto no país neste mês até hoje (21) chegou a US$ 2,1 bilhões e deve fechar o mês em US$ 2,7 bilhões, segundo o chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Altamir Lopes. Em agosto, esses investimentos que vão para o setor produtivo da economia ficaram em US$ 2,428 bilhões, e, […]

Arquivo Publicado em 21/09/2010, às 15h24

None

O investimento estrangeiro direto no país neste mês até hoje (21) chegou a US$ 2,1 bilhões e deve fechar o mês em US$ 2,7 bilhões, segundo o chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Altamir Lopes.
Em agosto, esses investimentos que vão para o setor produtivo da economia ficaram em US$ 2,428 bilhões, e, de janeiro até o mês passado, chegaram a US$ 17,130 bilhões.

Hoje, o BC divulgou a nova projeção para esse investimento no ano, que caiu de US$ 38 bilhões para US$ 30 bilhões. Para 2011, a expectativa é de US$ 45 bilhões. Segundo Lopes, essa redução na expectativa para este ano ocorre porque alguns setores postergaram os investimentos no país, como os de metalurgia, automotivo e de petróleo e gás.

Para os investimentos em carteira (ações e renda fixa), a expectativa subiu de US$ 35 bilhões para US$ 38 bilhões. Para 2011, a projeção é de US$ 36 bilhões.

A estimativa para a taxa de rolagem de empréstimos no exterior de médio e longo prazos subiu de 125% para 175%. Para 2011, é de 150%.

Segundo Lopes, o investimento estrangeiro direto e em carteira e a rolagem dos empréstimos são suficientes para financiar o déficit em conta-corrente, previsto para este ano em US$ 49 bilhões e em US$ 60 bilhões, em 2011.

Jornal Midiamax