Geral

Hemonúcleo de Três Lagoas realiza campanha de doações

Entre os dias 13 e 17 será realizada uma mobilização para cadastro de doadores voluntários de medula óssea, em Três Lagoas. O atendimento é necessário, previsto no decreto lei n° 11930/de 22/04 de 2009

Arquivo Publicado em 15/12/2010, às 10h18

None

Entre os dias 13 e 17 será realizada uma mobilização para cadastro de doadores voluntários de medula óssea, em Três Lagoas. O atendimento é necessário, previsto no decreto lei n° 11930/de 22/04 de 2009

Entre os dias 13 e 17 será realizada uma mobilização para cadastro de doadores voluntários de medula óssea, em Três Lagoas. O atendimento é necessário, previsto no decreto lei n° 11930/de 22/04 de 2009.

De acordo com o diretor do Hemonucleo Luiz Fernando do Prado, as empresas que quiserem realizar campanhas internas entre seus funcionários podem entrar em contato com o Hemonúcleo que uma equipe será designada para ir até a empresa cadastrar as pessoas que desejarem ser doadoras.

Fernando também faz um chamamento a população. “Quem desejar ser doador de medula venha para o hemonúcleo realizar o cadastro”.

Para se cadastrar é necessário ter entre 18 e 54 anos, levar RG, CPF, estar com boa saúde e não ter histórico de câncer, AIDS ou hepatite C. O doador deverá fornecer uma amostra de sangue (10 ml), que será retirada para a realização do teste de compatibilidade (HLA).

O Registro de Doadores de Medula Óssea (REDOME) centraliza todas as informações sobre o doador (nome, endereço, telefones para contato e resultados de exames) de pessoas que se dispõem a doar a medula óssea para pacientes que não possuem doadores na família. Quando um paciente necessita de transplante, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação.

Hemonúcleo pede socorro

Embora no ultimo dia 25 de novembro tenha sido realizada a campanha de doação de sangue, atualmente o banco está vazio e precisa de sangue. “A campanha foi um sucesso,porém o sangue já está acabando e precisamos estocar, já que no período de festas, praticamente não há doações, e a demanda não para”, explica.

De acordo com Fernando, o Hemonúcleo já está recrutando os doadores para que possam doar. Inclusive os soldados do exército já foram convidados para doação.

Jornal Midiamax