Geral

Falso cliente rouba loja chique no Monte Líbano

Homem que havia ido ontem à loja para comprar um vestido retornou ao local armado, rendeu a funcionária e levou ao menos R$ 12 mil em mercadorias

Arquivo Publicado em 26/03/2010, às 11h57

None

Homem que havia ido ontem à loja para comprar um vestido retornou ao local armado, rendeu a funcionária e levou ao menos R$ 12 mil em mercadorias

Um homem armado, com aparência de uns 25 anos de idade, invadiu nesta manhã uma loja chique, a Katraca, no Monte Libano, bairro de classe média, rendeu a funcionária e levou de lá algo em torno de R$ 12 mil em roupas, como camisetas e calças. O bandido, ainda não identificado pela polícia, havia visitado a loja ontem e encomendado um vestido. Hoje cedo ele retornou e anunciou o assalto.


Maitê Lima, 25, irmã da dona da empresa, conta que entrou na loja e pensou ter fechado a porta de entrada, por volta das 8h. Ela mexia em uma repartição quando se assustou com o ladrão, já perto dela. No dia anterior, o desconhecido, que vestia camiseta verde, calça jeans, boné e tênis brancos, foi ao local; disse ter se interessado por um vestido e avisou que pegaria a peça no dia seguinte – hoje, no caso.


Nesta manhã, ao atender o suposto cliente, Maitê foi imobilizada quando se virava para pegar o vestido. O homem apontou-lhe uma arma e mandou que ela fosse para os fundos da loja e tirasse a roupa. A ideia do ladrão, segundo presume a vítima, é que, se ela ficasse sem as roupas não se encorajaria para pedir ajuda. Ela temeu que o desconhecido a atacasse.


O ladrão pediu à funcionária que indicasse o lugar das “roupas caras”. Enquanto ele juntava as mercadorias, uma cliente entrou na loja e também foi obrigada a ficar no cômodo dos fundos do comércio. Depois de pegar pares de roupas, o homem saiu e teria fugido num carro ainda não identificado pela polícia. O roubo durou uns dez minutos, calculou Cátia Lima, a dona da Katraca, que fazia ginástica numa academia ali perto, durante o assalto.


Comerciantes próximos à loja assaltada reclamaram da falta de policiamento no local. Eles disseram que os ladrões já atacaram por ali padarias, banca de revistas e um salão de beleza. A dona da Katraca disse que sua loja já havia sido roubada antes, mas num horário que não havia funcionários no estabelecimento.


(Editado às 11h, para correções)

Jornal Midiamax