Geral

Epidemia de dengue era prevista, diz Mandetta

O secretário municipal Luiz Henrique Mandetta disse que a epidemia de dengue presente em Campo Grande era prevista. Até o momento, a doença já registrou mais de 27 mil notificações somente esse ano e matou sete pessoas. De acordo com o secretário, era prevista porque a epidemia de 2007, quando foram mais de 45 mil […]

Arquivo Publicado em 30/03/2010, às 18h30

None

O secretário municipal Luiz Henrique Mandetta disse que a epidemia de dengue presente em Campo Grande era prevista. Até o momento, a doença já registrou mais de 27 mil notificações somente esse ano e matou sete pessoas.

De acordo com o secretário, era prevista porque a epidemia de 2007, quando foram mais de 45 mil notificações, foi marcada pelo vírus tipo III. Já a desse é marcada pelos vírus tipo I, que causou a epidemia em Corumbá e Bolívia, e o tipo II, que provocou a de Cuiabá. Dessa forma, segundo Mandetta, havia uma população recente a ser vítima dos vírus I e II.

“Toda as vezes que tem um vírus novo é previsto que haja uma epidemia. A desse ano tem os vírus tipo I, que veio de Corumbá e Bolívia, e o Tipo II, de Cuiabá. Já a de 2007 foi a do vírus tipo III, então havia uma população recente suscetível aos outros dois vírus”, afirma Mandetta.

Campo Grande já tem 27.873 notificações da doença de acordo com a secretaria municipal de saúde.

Jornal Midiamax