Geral

Dólar bate novas mínimas recordes após reunião do G20

O dólar caía ante às principais moedas nesta segunda-feira, atingindo nova mínima em 15 anos ante ao iene, após o acordo do G20 para evitar desvalorizações cambiais em busca de competitividade ser visto como sinal verde para que investidores voltassem a vender a divisa americana. Na reunião da Coreia do Sul, ministros de Finanças do […]

Arquivo Publicado em 25/10/2010, às 21h18

None

O dólar caía ante às principais moedas nesta segunda-feira, atingindo nova mínima em 15 anos ante ao iene, após o acordo do G20 para evitar desvalorizações cambiais em busca de competitividade ser visto como sinal verde para que investidores voltassem a vender a divisa americana.


Na reunião da Coreia do Sul, ministros de Finanças do G20 também fecharam um acordo para dar a países emergentes mais voz no Fundo Monetário Internacional (FMI), reconhecendo a rápida mudança de poder entre as nações ocidentais.


Analistas afirmaram que o resultado do encontro apontou um status quo para os mercados cambiais, com o dólar mantendo-se pressionado devido às expectativas de que o Federal Reserve (FED) irá aununciar uma segunda rodada de “quantitative easing” (uma das medidas para estimular a economia).


“O G20 era visto como uma barreira por alguns e, agora que (a reunião) acabou, os investidores estão fazendo de novo o que lhes parece mais confortável: vender dólares”, disse Ankita Dudani, estrategista cambial do RBS.


Às 7h30 (horário de Brasília), o dólar recuava 0,81% ante a uma cesta com as principais moedas.


O dólar caiu 1% em relação ao iene, para 80,52 ienes, atingindo a mínima em 15 anos.


Participantes do mercado veem chance de as intervenções do Japão aumentarem se o dólar cair abaixo de 80 ienes e testar a mínima recorde de 79,75 ienes.

Jornal Midiamax