Geral

Diploma falso pode bloquear carreira profissional de trêslagoenses

Dois trêslagoenses estão vivendo um drama e podem ter suas carreiras profissionais bloqueadas em conseqüência de um certificado sem o devido reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). As vítimas procuraram a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas nesta quinta-feira (15) para denunciar a empresa onde concluíram no ano passado o ensino médio à […]

Arquivo Publicado em 15/07/2010, às 19h51

None

Dois trêslagoenses estão vivendo um drama e podem ter suas carreiras profissionais bloqueadas em conseqüência de um certificado sem o devido reconhecimento do Ministério da Educação (MEC).


As vítimas procuraram a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas nesta quinta-feira (15) para denunciar a empresa onde concluíram no ano passado o ensino médio à distância.


O universitário A.L.R de 35 anos detalhou o caso na delegacia logo após tomar conhecimento através de um amigo que os diplomas não são válidos e a escola onde concluíram o ensino médio está sendo investigada pela Polícia Federal.


Ele explicou que procurou o instituto educacional situado na área central do Município e foi informado que a unidade oferecia ensino médio e fundamental à distância a curto prazo e que o certificado emitido ao final do curso seria válido em todo Brasil tendo inclusive o reconhecido pelo MEC.


Conforme as declarações de A.L.R a polícia, ele se matriculou na escola e em seis meses conseguiu concluir o ensino médio tendo gasto a quantia de R$ 1.200 pelo curso.Na ocasião, ele recebeu um certificado, porém sem o carimbo do MEC.


Em seguida, A.L.R prestou vestibular em uma faculdade particular, passou e freqüentou as aulas normalmente.Além dele, o outro universitário vítima de estelionatários também compareceu na delegacia para formalizar a denúncia contra a instituição de ensino.


Várias pessoas já registraram um boletim de ocorrência contra a mesma escola.

Jornal Midiamax