Geral

Dilma e Serra mostram trechos do debate no programa eleitoral

A candidata petista à Presidência da República, Dilma Rousseff, usou no programa eleitoral veiculado na noite desta terça-feira (26) trechos do debate promovido pela TV Record na noite desta segunda-feira (25). Entre os temas abordados pela petista estavam saúde, educação e infraestrutura. Serra abordou investimentos na saúde. “Temos uma taxa crescente na construção civil. Demos...

Arquivo Publicado em 27/10/2010, às 01h05

None

A candidata petista à Presidência da República, Dilma Rousseff, usou no programa eleitoral veiculado na noite desta terça-feira (26) trechos do debate promovido pela TV Record na noite desta segunda-feira (25). Entre os temas abordados pela petista estavam saúde, educação e infraestrutura. Serra abordou investimentos na saúde.


“Temos uma taxa crescente na construção civil. Demos crédito para o pequeno, o médio e o grande empreendedor. Eu me disponho hoje a dar uma força imensa através do super simples ampliando o limite para enquadrar mais empresas”, disse a petista.


No programa, Dilma também mostrou o trecho em que falou que a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra já está sendo investigada pela Polícia Federal. Ela citou o ex-diretor de engenharia da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, e cobrou de Serra que o governo paulista realize investigações contra ele. Paulo Preto estava à frente de obras como o Rodoanel e foi apontado como suspeito de ter desviado R$ 4 milhões de contribuições para a campanha de Serra. Tanto ele quanto Serra já negaram a acusação.


O programa de Dilma mostrou também reportagem publicada nesta terça-feira pelo jornal “Folha de S.Paulo” sobre suposta irregularidade na licitação para concorrência dos lotes de 3 a 8 da linha 5 do Metrô de São Paulo. Segundo a reportagem, o jornal soube seis meses antes da divulgação do resultado quem seriam os vencedores da licitação, promovida quando José Serra ainda era governador de São Paulo.


Serra


O candidato tucano à Presidência, José Serra, também utilizou trechos do debate produzido pela TV Record na propaganda eleitoral. Serra prometeu construir hospitais regionais e policlínicas com 25 especialidades para acabar com as filas.


Ele disse que vai gerar novos empregos com investimentos no programa Saúde da Família e o aumento do número de agentes comunitários. “Mais uma vez Serra mostrou equílíbrio, serenidade e respostas objetivas no debate”, disse a apresentadora do programa.


Nas imagens do debate, Serra acusou Dilma e o governo Lula de lotear a Petrobras entre partidos da base aliada e entregar concessoões para empresas privadas explorarem áreas de petróleo. “Dilma e Lula privatizaram mais do que todos os governos anteriores”, disse o apresentador do programa.


Serra criticou ainda do andamento de obras do governo federal, e se manifestou contrário ao apoio do governo federal prestado ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). “Eu sou totalmente a favor da liberdade de opinião e ação. O que me preocupa é que o governo tem dado dinheiro para o MST, e neste governo as ações de invasões aumentaram. Só reduziram na campanha eleitoral porque o MST manifestou apoio a Dilma. Uma coisa é reforma agrária, outra é usar a reforma agrária como pretesto para quebrar a prática jurídica”, disse.


Serra afirmou que Dilma escolheu como sucessora a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra, que prestou depoimento à Polícia Federal (PF) nesta segunda (25) por suspeita de participação em um suposto esquema de tráfico de influência.

Jornal Midiamax