Geral

Comitê Popular de Dourados pede intervenção do MPF em MS

“Já era lamentável para a sociedade Douradense, agora infelizmente é mais estarrecedor ainda para toda a sociedade sul-mato-grossense", afirmou Ronaldo Ferreira

Arquivo Publicado em 22/09/2010, às 14h25

None

“Já era lamentável para a sociedade Douradense, agora infelizmente é mais estarrecedor ainda para toda a sociedade sul-mato-grossense”, afirmou Ronaldo Ferreira

O coordenador do CRDP, Ronaldo Ferreira afirmou que “Já era lamentável para a sociedade Douradense, agora infelizmente é mais estarrecedor ainda para toda a sociedade sul-mato-grossense, ter que assistir em pleno processo eleitoral democrático de escolha de novos representantes para cargos do Executivo Estadual e Federal e Legislativo Estadual e Federal, cenas com depoimentos de imoralidades praticadas por políticos detentores de cargos neste mesmo Legislativo e Executivo Estadual envolvendo ainda, pessoas dos poderes judiciário do nosso Estado”.

Conforme a nota, o comitê é um fórum onde congrega varias entidades de luta de classe, entre elas sindicatos de trabalhadores, movimentos populares de luta, associações de trabalhadores e de bairros, ONGs e organismos de apoio ligados a diversas Igrejas.

“Lamentamos e repudiamos os últimos acontecimentos veiculados nos meios de comunicação no Estado a cerca das irregularidades envolvendo o Poder Executivo (Governador André Puccinelli), o Poder Legislativo (Deputado Estadual Ary Rigo) e o Poder Judiciário do Mato Grosso do Sul em atos de corrupção pública”, diz a nota.

Ronaldo Ferreira afirmou que o Comitê vai continuar com os atos de protestos contra a corrupção em Dourados e a partir de agora vai intensificar manifestações também contra a corrupção na esfera estadual.

Na próxima segunda-feira, última sessão da Câmara de Dourados antes das eleições o CRDP vai voltar a se manifestar pela cassação dos vereadores envolvidos na Operação Uragano.

Ontem as entidades ligadas ao Comitê iniciaram uma campanha publicitária através de outdoor onde pedem eleições diretas para o novo prefeito de Dourados.

Jornal Midiamax