Com 106 kg, Adriano piora nos treinos e Dunga chama atenção

Ano de Copa do Mundo. Período para os jogadores escolhidos por Dunga ficarem, como diz a gíria boleira, “no sapatinho”. Adriano escolheu o caminho inverso. A balança acusa sobrepeso e os números são cristalinos: o Imperador versão 2010 relaxou nos treinos. Ao todo, ele usufruiu da regra de “treinar quando quer” no Flamengo em 11 […]
| 08/03/2010
- 21:20
Com 106 kg, Adriano piora nos treinos e Dunga chama atenção

Ano de Copa do Mundo. Período para os jogadores escolhidos por Dunga ficarem, como diz a gíria boleira, “no sapatinho”. Adriano escolheu o caminho inverso. A balança acusa sobrepeso e os números são cristalinos: o Imperador versão 2010 relaxou nos treinos.

Ao todo, ele usufruiu da regra de “treinar quando quer” no Flamengo em 11 ocasiões em exatos dois meses. Para efeito de comparação, de maio a setembro de 2009, esteve ausente em “apenas” sete ocasiões, a maioria no período matinal. Vale lembrar que justamente por causa do astro a comissão técnica marca todas as atividades para a parte da tarde.

Dos seis jogos em que participou na temporada, o camisa 10 só fez o trabalho regenerativo no dia seguinte ao Fla-Flu. Ele também perdeu alguns treinamentos aos sábados. O resultado estava estampado na última vez que subiu na balança: 106kg, oito acima do ideal. Nas partidas, apesar dos seis gols marcados, o jogador tem sofrido com falta de explosão e rendimento abaixo do demonstrado no segundo semestre do ano passado.

O desleixo foi percebido por Dunga. O treinador conversou com Adriano em Londres e comentou que era nítida a falta de mobilidade dele em campo. O aviso chegou aos dirigentes rubro-negros. Por isso, eles programaram uma semana de treinos a partir desta segunda-feira.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias