Geral

André diz que não é ‘ladrão, vadio nem cachaceiro’

ERRATA. O governador André Puccinelli não atacou o governo Lula, conforme informado em matéria publicada no dia 29/01/2010, às 17h08, sob o título “André diz que não é ladrão, vadio nem cachaceiro”. A assessoria do governo esclarece que as críticas foram direcionadas ao ex-governador Zeca do PT.Ao atacar o governo de Lula e seu antecessor no cargo, […]

Arquivo Publicado em 29/01/2010, às 20h08

None

ERRATA. O governador André Puccinelli não atacou o governo Lula, conforme informado em matéria publicada no dia 29/01/2010, às 17h08, sob o título “André diz que não é ladrão, vadio nem cachaceiro”. A assessoria do governo esclarece que as críticas foram direcionadas ao ex-governador Zeca do PT.


Puccinelli disse que seu Estado merecia mais recursos federais e que o governo federal “tira dinheiro” da receita estadual por meio da redução de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) em negócios envolvendo o gás vindo da Bolívia.

O Estado recebe imposto sobre o volume do combustível que atravessa de ponta a ponta o território sul-mato-grossense. Para o governador, a Petrobras teria reduzido o preço do gás e isso teria prejudicado a receita estadual.

Puccinelli, pré-candidato à reeleição, disse ainda que “pode” se licenciar durante o período eleitoral, a partir do registro de sua candidatura.

. “Isso para ninguém dizer que estou usando a máquina. E vir com desculpinhas, que bateu na trave, ou que o juiz robou”, finalizou o governador de MS.

Matéria editada para correção de informações às17h30.

Errata publicada em 10/02/2010, às 11 horas.

Jornal Midiamax