Agentes de saúde esperam audiência com Trad

Impasse em negociação salarial pode tirar das ruas os responsáveis pelo combate à dengue
| 07/03/2010
- 00:36
Agentes de saúde esperam audiência com Trad

Impasse em negociação salarial pode tirar das ruas os responsáveis pelo combate à dengue

Ficou para a próxima segunda-feira (8) a reunião dos agentes de saúde com ]vereadores e o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB). O horário ainda não foi definido.

Os agentes ameaçam greve. Eles são os principais combatentes da dengue, doença que pode ter afetado ao menos 20 mil pessoas de janeiro até agora.

Eles entraram em greve por reajuste salarial na terça-feira, mas resolveram retomar ao trabalho. Os trabalhadores concordaram com os parlamentares, que prometeram intermediar a negociação com o prefeito da cidade, , do PMDB, que esteve em Brasília, não quer dialogar com os grevistas.

Um dos representantes do Sintesp (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Pública de Campo Grande), Paulo Ribeiro, disse que os agentes vão aguardar o desfecho da conversa entre o prefeito e os vereadores, mas avisou que se o reajuste proposto não for acatado, eles retomam a greve na segunda-feira.

Os 2,5 mil agentes recebem salário mensal de R$ 477,00, mais um adicional de R$ 144,00. Eles querem aumento que varia de 50% a 60% sobre o adicional.

Diretores do Sintesp e o prefeito discutiram numa audiência de sábado. Os sindicalistas disseram que Nelsinho o expulsaram do gabinete em plena reunião.

Já o prefeito negou e disse que interrompeu o diálogo porque os sindicalistas disseram a ele que a greve já era certa. Nelsinho Trad se irritou também ao saber que algum representante do sindicato gravou a cena. Ele disse que conversaria com os grevistas, caso a fosse destituída a diretoria do Sintesp.

Últimas notícias