Geral

Serra pede ao TSE que reconsidere tempo de propaganda

O candidato à presidência da República, José Serra (PSDB/PMDB), entrou hoje no Tribunal Superior Eleitoral com recurso contra decisão do ministro Caputo Bastos, que determinou a perda, em dobro, do tempo utilizado na propaganda de Serra para divulgar vídeo em que seu adversário Ciro Gomes, da Frente Trabalhista, aparece chamando de burro um ouvinte de […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O candidato à presidência da República, José Serra (PSDB/PMDB), entrou hoje no Tribunal Superior Eleitoral com recurso contra decisão do ministro Caputo Bastos, que determinou a perda, em dobro, do tempo utilizado na propaganda de Serra para divulgar vídeo em que seu adversário Ciro Gomes, da Frente Trabalhista, aparece chamando de burro um ouvinte de uma rádio baiana.

O advogado do PSDB pediu que a decisão seja suspensa até o julgamento pelo plenário do TSE. Em sua defesa, Serra explicou que não houve montagem de áudio ou vídeo. “A cena apresentada na propaganda não contém junção alguma, mas exibe integralmente, sem uso de qualquer recurso técnico, o fato como aconteceu”.

No despacho divulgado ontem, o ministro Caputo Bastos entendeu que ao retirar a pergunta do ouvinte, a equipe que produziu o programa fez com que a resposta ficasse fora de contexto.

No recurso, o advogado de Serra admite que se divulgada a pergunta, “talvez a má impressão causada pela destemperada resposta poderia ser um pouco menor”.

Jornal Midiamax