Geral

Lula pede ação imediata do governo com relação à crise financeira

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, entregou um documento de quatro páginas ao presidente Fernando Henrique Cardoso, na reunião que acabou há pouco no Palácio do Planalto. No documento, que foi lido para a imprensa pelo próprio Lula, o petista pede “ações imediatas do governo” com relação à […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, entregou um documento de quatro páginas ao presidente Fernando Henrique Cardoso, na reunião que acabou há pouco no Palácio do Planalto.

No documento, que foi lido para a imprensa pelo próprio Lula, o petista pede “ações imediatas do governo” com relação à crise financeira.

“Diante das turbulências financeiras das últimas semanas torna-se necessário ajuste imediato”, diz a nota. “Não é possível esperar até que o próximo presidente tome posse”.

O candidato do PT propôs “uma ampla ofensiva diplomática e dirigida aos BCs americano e europeu” para reabrir as linhas de financiamento para empresas endividadas em dólar, e gerar um elevado superávit comercial fundado no aumento expressivo das exportações para diminuir a vulnerabilidade do país.

Lula voltou ainda a defender que as três novas plataformas da Petrobras sejam feitas no Brasil, o que “contribuiria para geração de empregos e reativação da economia”. O petista aprovou ainda a iniciativa do governo de votar a mini-reforma tributária o mais rápido possível, e de regular o preço do gás de cozinha.

Jornal Midiamax