Geral

Kohl, Marisa e Marun unidos contra Zeca do PT

Os três candidatos não confirmam a formalização do apoio mútuo no 2º turno, mas dizem que esta é uma tendência natural

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Os três candidatos não confirmam a formalização do apoio mútuo no 2º turno, mas dizem que esta é uma tendência natural

Um fato incomum entre os candidatos ao governo do Estado: Marisa Serrano (PSDB), Moacir Kohl (PDT) e Carlos Marun (PTB) no mesmo palanque.

Os três candidatos estiveram reunidos ontem pela manhã com o prefeito de Campo Grande, André Puccinelli, durante o desfile cívico relativo aos 103 anos de emancipação da cidade.

Eles têm o mesmo propósito: impedir que o governador e candidato à reeleição, José Orcírio Miranda dos Santos (Zeca do PT), ganhe a eleição de 06 de outubro no primeiro turno. Outro objetivo é iniciar uma conversação no sentido de que, caso um deles chegue ao segundo turno, conte com o apoio dos demais.

Segundo Moacyr Kohl (PDT), o apoio de Marisa e Marun seria muito bem vindo no 2º turno: “Trabalho com a certeza de que estarei lá, e gostaria muito de ter ambos no meu palanque”. perguntado sobre se apoiaria Marun ou Marisa, Kohl driblou: “Como disse, não trabalho com a hipótese de estar fora do 2º turno”.

A candidata da coligação Para Frente MS, Marisa Serrano, disse, através de sua assessoria, que conta também com o apoio de Kohl e Marun. O deputado federal e candidato à reeleição pelo PMDB, Valdemir Moka, comentou recentemente que Marisa apoiaria Kohl ou Marun em um virtual 2º Turno sem a candidata tucana.

Por sua vez, o candidato da Frente Trabalhista, Carlos Marun, disse através de sua assessoria, que, apesar de não haver nenhuma conversação formal sobre o assunto, o apoio mútuo entre os três candidatos de oposição é uma tendência natural.

Jornal Midiamax