Geral

Ibrape: Zeca do PT seria eleito no 1º turno

A disputa é para viabilizar uma vaga no 2º turno. Marisa, com 27% das intenções, e Kohl, com 12%, são os prováveis concorrentes do governador

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

A disputa é para viabilizar uma vaga no 2º turno. Marisa, com 27% das intenções, e Kohl, com 12%, são os prováveis concorrentes do governador

O governador Zeca do PT está confirmando, até o momento, uma previsão feita há cerca de 20 dias atrás quando, em entrevista exclusiva ao MidiamaxNews, comentou: “Não sei se vamos vencer no primeiro turno, já que eleição é algo sempre inesperado. Mas tenho certeza que a população de MS está vendo o nosso trabalho, e vai saber valorizá-lo nas urnas”.

A Pesquisa Ibrape/Correio do Estado realizada de 8 a 11 deste mês confirma a tese de Zeca. Se a eleição fosse hoje, ele seria reeleito no primeiro turno com 48% das intenções de voto. Para se ter uma idéia da vantagem do governador, se todos os seus adversários somassem esforços para lhe derrotar, chegariam a apenas 43% das intenções de voto, restando ainda uma vantagem de 5 pontos percentuais.

À distância do governador para Marisa Serrano (PSDB), a segunda colocada, é de 21 pontos. A pesquisa mostra que Marisa, com 27% das intenções de voto, obteve um crescimento de 1 ponto percentual em relação à pesquisa realizada no final de julho. O candidato Moacir Kohl (PDT-PPS) obteve o mesmo percentual de crescimento, passando de 11% para 12%.

ATRÁS DO PREJUÍZO – Kohl recebeu com cautela a pesquisa (que o coloca com 12%). Segundo sua assessoria, a coligação PDT/PPS não trabalha com a hipótese de estar fora do segundo turno. No entanto, sua diferença para Marisa Serrano é de 15%.

O engenheiro Carlos Marun (PTB-PFL-PST), que se manteve estagnado nos 3% que havia registrado na última pesquisa, aposta no programa eleitoral gratuito, onde terá o maior tempo disponível. Em contato com a redação do MidiamaxNews, o ex-secretário de André Puccinelli considerou “muito boa” a sua performance até o momento: “Temos o menor orçamento entre os quatro candidatos mais significativos. Acho que estaremos em boa posição quando o horário eleitoral tiver início”, disse.

Os candidatos Cláudio Freire (PSB) e Cláudio Anache (PTC) parecem ter enguiçado sua candidatura na pista de decolagem. Freire, desta vez, apareceu na pesquisa com 1% das intenções de voto, enquanto Anache não teve citações suficientes para figurar percentualmente.

INDECISOS – A pesquisa publicada hoje pelo Correio do Estado, que ouviu 1.080 eleitores em 23 cidades, incluindo Campo Grande, revela também que 4% dos eleitores pretendem anular o voto, ou votar em branco. Outros 5% declararam que ainda não sabem em que votar para governador.

Jornal Midiamax