Geral

Clube dos 13 quer saber quanto a Globo vai pagar pelo Brasileirão

Uma comissão formada por presidentes de cinco clubes da Série A (Santos, São Paulo, Flamengo, Fluminense e Atlético-PR) e um da Série B (Sport Recife) se reunirá na próxima segunda-feira com a Globo Esportes, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, para definir o calendário do futebol nacional para 2003. Principal deliberação da reunião […]

Arquivo Publicado em 01/01/2000, às 12h00

None

Uma comissão formada por presidentes de cinco clubes da Série A (Santos, São Paulo, Flamengo, Fluminense e Atlético-PR) e um da Série B (Sport Recife) se reunirá na próxima segunda-feira com a Globo Esportes, detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, para definir o calendário do futebol nacional para 2003.

Principal deliberação da reunião desta sexta-feira do Clube dos 13, realizada em São Paulo, a comissão de clubes vai discutir com a Globo valores para o próximo Campeonato Brasileiro, baseada no objetivo da CBF de realizar a competição em oito meses, com a volta dos campeonatos estaduais e o fim dos regionais.

“Não podemos discutir esse calendário da CBF sem saber quais são as condições financeiras. Foi acertada a decisão do Clube dos 13 de pedir um prazo maior para discutir valores”, afirma o presidente do São Paulo, Marcelo Portugal Gouveia.

Mais do que discutir valores, a reunião com a Globo deve definir o rumo dos campeonatos regionais, que pela CBF serão substituídos pelos estaduais em 2003.

“Para mim, não tem diferença. O que quero é saber quanto vão pagar e o formato que vai nos tirar menos dinheiro. Penso apenas em preservar o máximo possível a economia do meu clube”, opina o presidente do Palmeiras, Mustafá Contursi.

Contursi, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, são adversários declarados do presidente da Liga Rio-SP, da Federação Paulista, Eduardo José Farah, que luta com todas as armas pela manutenção dos regionais. Nesta sexta, a reunião do Clube dos 13 foi marcada por protesto.

Jornal Midiamax