Ninguém marcou mais gols que Cristiano Ronaldo nos últimos 12 meses. Isso já estava definido, mas ele fez questão de ampliar o número ao balançar a rede na goleada por 4 a 1 do Al-Nassr sobre o Al-Taawon, neste sábado. Foi o 54º gol marcado neste ano pelo astro português, que superou Mbappé e Harry Kane, ambos com 52 gols, além de Haaland, com 50, para se tornar o maior artilheiro do mundo em 2023, como já havia feito em 2011, 2013, 2014 e 2015. Ele é o jogador que mais vezes atingiu tal posto.

A marca veio acompanhada de um recado do jogador de 38 anos àqueles que desvalorizam seus feitos por estar jogando na Arábia Saudita e o veem caminhando para o final da carreira. “Eu direi quando estiver terminado. Obrigado, time”, escreveu no Instagram Pouco antes, em breve entrevista logo após o jogo, disse estar animado para continuar marcando gols em 2024. “Estou muito feliz Foi um ano bom para mim, coletivamente e individualmente também Marquei muitos gols pelo Al-Nassr e também pela seleção portuguesa. Eu vou continuar, me sinto bem e me sinto feliz. No próximo ano, vou tentar fazer isso de novo.”

Ronaldo também foi exaltado por seu chefe, Musalli Al-Muammar, o presidente do Al-Nassr, que celebrou em tom épico os resultados alcançados pelo atacante em seu primeiro ano no futebol saudita. “30 de dezembro de 2022 ficará para a história como o dia que remodelou o esporte globalmente. Foi o dia em que o Al-Nassr contratou o maior jogador de futebol de todos os tempos. 30 de dezembro de 2023: Cristiano Ronaldo termina o ano como o maior goleador do mundo no ano, com 54 gols em 59 jogos pelo clube e pela seleção. Que venha 2024”.

O português já tinha o título de artilheiro mundial garantido desde que Haaland se lesionou. O norueguês do Manchester City era o único jogador com chances de ultrapassá-lo, já que o Campeonato Inglês não entra em recesso no final do ano, diferentemente do Alemão, disputado pelo Bayer de Munique de Harry Kane, e do Francês, do PSG de Mbappé. Depois deles, os melhores colocados do ranking são Denis Bouanga(Gabão e Los Angeles FC), com 40 gols em 53 jogos (Gabão e LAFC), Cano (Fluminense), com 40 gols em 61 jogos (Fluminense) e Lukaku (Bélgica, Roma e Inter), com 40 gols em 61 jogos.

*Por Agência Estado