Esportes

Uruguai marca no fim, bate o Equador e sobe para 3º nas Eliminatórias

O resultado em Montevidéu fez o Uruguai trocar de posição com o Equador

Agência Estado Publicado em 09/09/2021, às 20h58

Assessoria/Uruguai
Assessoria/Uruguai

Em um jogo de pouca inspiração, mas de muito empenho, o Uruguaio derrotou o Equador por 1 a 0 em Montevidéu. Nesta quinta-feira, apoiados por 15 mil torcedores no Campeón del Siglo, os uruguaios não fizeram uma boa apresentação, mas foram premiados pela insistência com um gol nos acréscimos, marcado por Pereiro, de cabeça.

O resultado em Montevidéu fez o Uruguai trocar de posição com o Equador, subindo do quarto para o terceiro lugar, com 15 pontos, dois a mais que o rival, agora na quarta colocação.

O primeiro tempo foi de trombadas, faltas em excesso, erros em profusão, chutões e quase nada de futebol. A bola praticamente não rondou as duas áreas e a única chance clara para movimentar o placar foi um chute de Brian Rodríguez defendido por Ortíz no fim da etapa. E o lance nem valeria caso a bola entrasse, já que o uruguaio estava impedido.

O cenário desenhado, de quase nada de futebol, era melhor para os equatorianos, que entraram para se defender e conseguiram. Tiveram êxito ao parar o ataque uruguaio. Brian Rodríguez e o jovem Alvaro Martínez, joia do futebol celeste, nada produziram. Isso porque os meio-campistas, especialmente Arrascaeta, foram anulados pela marcação. Cavani e Suárez fizeram muita falta à equipe treinada pelo veterano Oscar Tabárez.

Na etapa final, o Equador decidiu atacar e nem precisou fazer muito para assustar os uruguaios. Plata, depois de passar por Giménez, quase marcou em chute cruzado no primeiro minuto. Os anfitriões responderam com Valverde em um lance fortuito. O meio-campista foi à linha de fundo e cruzou fechado. A bola enganou Ortíz e bateu no travessão.

Melhor na partida, o time equatoriano ficou confortável com a atuação ruim do rival e seguiu no ataque. Estupiñán fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Estrada, mas Giménez fez um corte providencial.

Aos 24, os visitantes pediram pênalti em disputa de bola entre Giménez e Estupiñán, mas o árbitro brasileiro Anderson Daronco mandou o lance seguir. Eles também reclamaram de uma entrada muito dura de Nández em Plata. Caberia mesmo o vermelho, mas Daronco apresentou o amarelo ao lateral-direito.

O Uruguai saiu com a vitória a despeito da exibição ruim e balançou as redes duas vezes, mas só uma valeu. Aos 40 minutos, Vecino acertou um lindo arremate da entrada da área no ângulo esquerdo. No entanto, Gómez, que rolou para o volante, estava impedido e o lance foi anulado com o auxílio do VAR.

Nos acréscimos veio o gol que deixou a seleção uruguaia aliviada e os 15 mil torcedores nas arquibancadas, em êxtase. O gol foi fruto das mudanças de Oscar Tabárez. Vendo seu time ter dificuldade para ser criativo e incisivo no ataque, o treinador colocou Gastón Pereiro no lugar de Arrascaeta. E o meio-campista do Cagliari marcou aos 46 minutos. Ele recebeu cruzamento perfeito de Nández, seu companheiro também no time italiano, e testou no contrapé de Ortíz.

FICHA TÉCNICA

URUGUAI 1 X 0 EQUADOR

URUGUAI - Muslera; Nández, Giménez, Ronald Araujo e Viña (Piquerez); Valverde, Bentancur, Vecino e Arrascaeta (Pereiro); Brian Rodríguez e Álvarez Martínez (Maxi Gómez). Técnico: Óscar Tabárez.

EQUADOR - Ortíz; Castillo, Felix Torres, Hincapié, León (Angulo) e Estupiñán; Moisés Caicedo (Mena), Gruezo e Gaibor (Franco); Plata e Estrada (Valencia). Técnico: Gustavo Alfaro.

GOL - Pereiro, aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Anderson Daronco (Brasil)

CARTÕES AMARELOS - Bentancur, Nández, Castillo

LOCAL - Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu.

Jornal Midiamax