Esportes

Mesmo sem técnico, Atlético-GO bate Fortaleza por 3 a 0 na Arena Castelão

O confronto contou com o retorno da torcida, que vaiou o time da casa ao final do jogo

Estadão Conteúdo Publicado em 02/10/2021, às 19h32

Atlético-GO deixou para trás uma série negativa de seis jogos
Atlético-GO deixou para trás uma série negativa de seis jogos - (Foto: Divulgação)

O futebol continua pregando surpresas e fatos inexplicáveis Mesmo sem técnico, o Atlético-GO deixou para trás uma série negativa de seis jogos ao vencer o Fortaleza, por 3 a 0, neste sábado à tarde, em pela Arena Castelão, na capital do Ceará. O confronto contou com o retorno da torcida, que vaiou o time da casa ao final deste jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A direção goiana demitiu no começo da semana Eduardo Barroca, mesmo com a boa campanha do time. Para este jogo o comando ficou nas mãos de dois auxiliares: Eduardo Souza e João Paulo Sanches. Em campo, os jogadores se superaram com muita raça e determinação, contando ainda com o Fortaleza numa tarde de pouca inspiração. Até marcou dois gols, mas corretamente anulados.

Apesar da derrota, o Fortaleza permanece entre os primeiros colocados, com 36 pontos. O Atlético-GO agora soma 30 pontos, em uma boa distância dos clubes que estão dentro da zona do rebaixamento. O seu principal objetivo é se manter na elite em 2022.

O primeiro tempo foi de muita marcação. Melhor para o Atlético-GO que tentava usar a velocidade no ataque. Tanto que abriu o placar aos 18 minutos. Dudu cobrou falta dentro da área, a defesa do Fortaleza se atrapalhou e Felipe ainda marcou contra

O time cearense até balançou as redes aos 24 minutos, porém, de forma irregular. Wellington Paulista completou, porém, a arbitragem anotou impedimento, frustrando a torcida. Numa cochilada do zagueiro Marcelo Benevenuto, quase que João Paulo ampliou para o visitante aos 27 minutos.

A esperança da torcida ficou para o segundo tempo, quando o Fortaleza começou melhor, tomando as iniciativas ofensivas. Marcou de novo aos 13 minutos, mas o VAR anulou apontando impedimento de Wellington Paulista, que teria participado da jogada em impedimento, após a cabeçada forte de Bruno Melo. Houve muita comemoração no momento do gol, mas que instantes depois se transformou em decepção.

Numa saída errada da defesa do Fortaleza, Matheus Vargas perdeu a bola para o volante Baralhas que avançou e, dentro da área, soltou a bomba fazendo 2 a 0 aos 30 minutos para o Atlético-GO.

Sem controle emocional e desorganizado, o Fortaleza ainda tentou diminuir na base do tudo ou nada. Mas sofreu o terceiro gol aos 49 minutos, quando Montenegro ganhou a disputa na corrida com Bruno Mello e bateu forte na saída desesperado do goleiro Felipe Alves.

Pela 24ª rodada, os dois clubes voltam a campo na próxima quarta-feira à noite. O Atlético-GO vai receber o Athletico-PR, às 19h, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO), enquanto o Fortaleza vai tentar se recuperar diante do Fluminense, às 21h30, no Maracanã, no Rio.

Jornal Midiamax