Esportes

Ceará goleia o Fortaleza em clássico e sonha com a vaga na Libertadores

Agora são duas vitórias do Fortaleza, três empates e duas vitórias do Ceará

Agência Estado Publicado em 17/11/2021, às 21h36

Assessoria/Ceará
Assessoria/Ceará

O Ceará teve uma noite dos sonhos nesta quarta-feira à noite, quando goleou o arquirrival Fortaleza, por 4 a 0, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Clássico-Rei contou com mais de 28 mil torcedores nas arquibancadas. Este foi o sétimo confronto entre os times em 2021. Agora são duas vitórias do Fortaleza, três empates e duas vitórias do Ceará.

O resultado praticamente selou a permanência do Ceará na Série A para 2022. Isso porque assumiu a décima posição, com 45 pontos, alcançando o número mágico da diretoria para escapar de qualquer chance de rebaixamento. De quebra, o alvinegro ainda sonha com vaga na Copa Libertadores.

Agora a diferença para o Fortaleza, sexto colocado, com 49, é de apenas quatro pontos. Importante lembrar que o sexto colocado na classificação garante vaga na Pré-Libertadores do ano que vem. Fato é que os dois rivais cearenses podem disputar o torneio continental em 2022.

Com bola rolando, o Ceará foi efetivo com a bola nos pés a aproveitou as falhas do Fortaleza para construir a vantagem parcial de 2 a 0 antes do intervalo. Aos 13 minutos, Éderson saiu jogando errado, Lima avançou com a bola e finalizou no canto direito de Marcelo Boeck para abrir o placar.

Apesar da desvantagem, o Fortaleza não se abateu em campo e priorizou o toque de bola para buscar a igualdade. E foram muitos passes, pois a marcação do Ceará esteve bem postada e não deu espaços aos homens de ataque. Aos 24, o jovem Depietri arriscou e quase acertou o gol de João Ricardo.

O Ceará priorizou a marcação e esperou os contra-ataques para voltar a assustar. E foi assim que chegou ao segundo gol. Aos 46, Fernando Sobral partiu em velocidade, tocou para Mendonza e o atacante devolveu para Vina, que finalizou de chapa na saída de Marcelo Boeck. Um belo gol!

O segundo tempo, como esperado, foi bastante nervoso entre os times. O Fortaleza teve mais iniciativa para diminuir o prejuízo, enquanto o Ceará manteve postura cautelosa e seguiu esperando pelos contra-ataques para selar a vitória no clássico

Logo aos dez minutos, o Fortaleza assustou em finalização de Matheus Vargas em cima de João Ricardo. Mas aos 12 minutos, o Ceará respondeu à altura com Mendoza, que invadiu a área sozinho e finalizou para fora, perdendo um gol incrível.

A reta final da partida seguiu com o Fortaleza no ataque, mas sem inspiração para furar o bloqueio do Ceará. Numa das raras chances dentro da área, aos 37, Wellington Paulista finalizou forte e João Ricardo pulou no ângulo direito para fazer grande defesa, mandando pela linha de fundo.

Mas antes do apito final o Ceará voltou a mostrar efetividade e marcou mais dois gols. Aos 40, Mendoza recebeu pela direita e tocou para Vina, que finalizou forte, sem chances de defesa. Depois, aos 47, foi a vez de Mendoza servir Yony González, que na pequena área só empurrou a bola, dando números finais ao confronto.

O Fortaleza volta a campo no sábado para enfrentar o Palmeiras, às 19 horas, novamente na Arena Castelão, em Fortaleza (CE). Enquanto o Ceará, no mesmo dia, mas às 21 horas, visitará o Atlético-GO, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 0 X 4 CEARÁ

FORTALEZA - Marcelo Boeck; Tinga, Marcelo Benevenuto, Titi (Matheus Vargas) e Bruno Melo; Matheus Jussa, Éderson (Edinho), Ronald e Yago Pikachu; Depietri (Romarinho) e Robson (Wellington Paulista) Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

CEARÁ - João Ricardo; Gabriel Dias (Igor), Messias, Luiz Otávio (Gabriel Lacerda) e Bruno Pacheco; Fabinho (William Oliveira), Fernando Sobral, Lima (Marlon), Vina e Mendoza; Jael (Yony González). Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - Lima, aos 13; e Vina, aos 46 minutos do primeiro tempo. Vina, aos 40; e Yony González, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Raphael Claus (SP).

CARTÕES AMARELOS - João Ricardo, Gabriel Dias, Fabinho e Mendoza (Ceará). Marcelo Benevenuto (Fortaleza)

RENDA - R$ 816.002,00.

PÚBLICO - 28.037 pagantes

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Jornal Midiamax