Esportes

Sem tiro lateral: Campo Grande libera ‘pelada’, mas com regras na pandemia

Uma portaria publicada nesta terça-feira (1º) autoriza a volta da ‘pelada’ em Campo Grande. Devido à pandemia de coronavírus, que já infectou 21,4 mil pessoas na Capital, a prática de futebol, futebol society e futsal amador foi liberada mediante algumas regras. As normas incluem desde o uso de máscaras até a proibição do tiro lateral […]

Mylena Rocha Publicado em 01/09/2020, às 11h54 - Atualizado às 16h23

(Foto Ilustrativa: Divulgação/PMCG)
(Foto Ilustrativa: Divulgação/PMCG) - (Foto Ilustrativa: Divulgação/PMCG)

Uma portaria publicada nesta terça-feira (1º) autoriza a volta da ‘pelada’ em Campo Grande. Devido à pandemia de coronavírus, que já infectou 21,4 mil pessoas na Capital, a prática de futebol, futebol society e futsal amador foi liberada mediante algumas regras. As normas incluem desde o uso de máscaras até a proibição do tiro lateral com as mãos.

A portaria da Fundesporte (Fundação Municipal de Esportes) estabelece algumas regras, tanto para organizadores de competições e proprietários de estabelecimentos de lazer. As normas foram alinhadas com o CREF-MS (Conselho Regional de Educação Física de Mato Grosso do Sul).

De acordo com as normas, o distanciamento de um metro entre os participantes é obrigatório e o número de atletas será definido de acordo com as especificidades de cada modalidade e local. Quem estiver na partida não pode compartilhar materiais e é proibida a cobrança de tiro lateral com as mãos. É obrigatório o uso de luvas pelo goleiro.

Uma recomendação aos organizadores dos eventos e donos de estabelecimentos de lazer é monitorar a temperatura das pessoas, com termômetro infravermelho digital. Dentro dos locais de competições e em seu entorno, é preciso manter o distanciamento de um metro e meio entre as pessoas.

É proibida a entrada de pessoas que estejam com sintomas como: coriza, tosse, febre ou mal-estar. Cada atleta deve ser responsável por trazer sua garrafa d’água de casa, já que o uso de bebedouros com água de pressão está proibido. A troca de roupas no local também é uma prática proibida, por isso o atleta deverá chegar ao local adequadamente trajado e preparado para a atividade. Também não será permitido que o atleta tome banho após a prática da atividade.

Os organizadores das partidas ou donos dos locais de lazer são responsáveis pelo uso de máscara. É obrigatório que todas as pessoas presentes nos locais de competições, incluindo os funcionários, colaboradores, organizadores e atletas, utilizem máscara. É recomendado que os atletas usem a máscara na hora da partida também. 

Os donos dos estabelecimentos devem fornecer máscaras e álcool gel 70% para todos os funcionários e organizadores. É preciso higienizar os sanitários após a utilização de cada equipe dispondo de sabonete líquido, papel toalha, álcool gel 70% e lixeira com acionamento por pedal.

Jornal Midiamax