Esportes

Estadual MS: primeiro jogo da final termina com empate entre Águia Negra e Aquidauanense

O primeiro jogo da final do Campeonato Estadual de Futebol Sul-Mato-Grossense terminou com empate sem gols entre Aquidauanense e Águia Negra. A partida aconteceu na tarde deste domingo (21), no Estádio Municipal Iliê Vidal (Ninho da Águia), em Rio Brilhante. Com o resultado da ida, a equipe de Aquidauana pode empatar novamente, em casa, para […]

Gabriel Maymone Publicado em 20/12/2020, às 18h07

Águia Negra e Aquidauanense se enfrentam após finais. (Foto: Franz Mendes / Fundesporte / Divulgação)
Águia Negra e Aquidauanense se enfrentam após finais. (Foto: Franz Mendes / Fundesporte / Divulgação) - Águia Negra e Aquidauanense se enfrentam após finais. (Foto: Franz Mendes / Fundesporte / Divulgação)

O primeiro jogo da final do Campeonato Estadual de Futebol Sul-Mato-Grossense terminou com empate sem gols entre Aquidauanense e Águia Negra. A partida aconteceu na tarde deste domingo (21), no Estádio Municipal Iliê Vidal (Ninho da Águia), em Rio Brilhante.

Com o resultado da ida, a equipe de Aquidauana pode empatar novamente, em casa, para ser campeã estadual, por ter melhor campanha no certame. Já ao Rubro-Negro só a vitória interessa para ficar com o troféu. O confronto de volta está marcado para quarta-feira (23), às 20h30, no Estádio Municipal Mário Pinto de Souza (Noroeste), em Aquidauana.

Pelo segundo ano consecutivo, a decisão conta com dois times do interior. Além disso, Águia Negra e Aquidauanense repetem a final de 2019. No ano passado, o Águia foi campeão e faturou seu terceiro troféu da história (2007, 2012 e 2019).

A agremiação de Rio Brilhante chega à final pela quinta vez até hoje, ficando com o vice-campeonato apenas em 2014, após revés diante do Clube Esportivo Nova Esperança (Cene), de Campo Grande. O Rubro-Negro também almeja ser o primeiro clube interiorano a levantar quatro taças do Estadual. Até hoje, somente Águia Negra e Ubiratan Esporte Clube, de Dourados, chegaram a três títulos.

O Azulão da Princesa, por sua vez, visa o primeiro título, em sua terceira final disputada. Em 2011, perdeu para Cene e em 2019 para o Águia Negra.

A partida deste domingo, no Ninho da Águia, teve Paulo Henrique de Melo Salmazio como árbitro, auxiliado por Marcos dos Santos Brito e Sérgio Alexandre da Silva, com Daiane Caroline Muniz dos Santos de quarta árbitra. Antônio Flavio Alves atuou como assessor de arbitragem.

Jornal Midiamax