Esportes

Atletas de MS conquistam quatro medalhas em competição de canoagem no Rio Grande do Sul

Dois atletas de Mato Grosso do Sul conquistaram quatro medalhas no Campeonato Aberto de Canoagem Slalom e Descida 2020, no último final de semana (9 a 11 de outubro), no Parque Municipal das Laranjeiras, em Três Coroas (RS). Os aquidauanenses Edgar Silva Balbuena e Rafael Girotto, subiram ao pódio em duas ocasiões cada. A competição […]

Dayene Paz Publicado em 13/10/2020, às 09h45 - Atualizado às 10h04

Conquistaram quatro medalhas. Imagem: Divulgação
Conquistaram quatro medalhas. Imagem: Divulgação - Conquistaram quatro medalhas. Imagem: Divulgação

Dois atletas de Mato Grosso do Sul conquistaram quatro medalhas no Campeonato Aberto de Canoagem Slalom e Descida 2020, no último final de semana (9 a 11 de outubro), no Parque Municipal das Laranjeiras, em Três Coroas (RS). Os aquidauanenses Edgar Silva Balbuena e Rafael Girotto, subiram ao pódio em duas ocasiões cada.

A competição foi realizada nas águas do Rio Paranhana e foi válida pelo Campeonato Gaúcho de Canoagem. Os atletas sul-mato-grossenses foram convidados para o campeonato, o primeiro da modalidade “descida” a ser organizado no país em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com a Fundesporte, no sábado (10), Edgar Balbuena conquistou a medalha de ouro na prova de descida clássica (3,5 km), pela categoria sênior, ao bater a marca de 11min38s730. Na mesma disputa, Rafael Girotto alcançou o bronze, com o tempo de 12min00s441. A prata ficou com o venezuelano Melquisidec Vega (11min58s491).

Já no domingo (11), aconteceu a prova de velocidade (sprint), com percurso de 250 metros nas corredeiras do Rio Paranhana. Girotto faturou a condecoração prateada, ao terminar o trajeto em 56s046. Logo atrás, Balbuena registrou 57s060 e pegou a medalha de bronze. Pedro Aversa, de Piracicaba-SP, terminou na primeira posição (54s007).

O Aberto de Canoagem seguiu à risca protocolos de biossegurança por conta da Covid-19, sem a presença de público e premiação individual, com distanciamento entre os atletas. Para Girotto, o evento na Região Sul foi importante para a retomada de competições do calendário nacional. Três Coroas (RS) é uma das principais cidades-sede da canoagem no país.

“É uma sensação muito boa voltar a competir. Ficamos muito felizes por trazer medalhas para casa e mais ainda por retornar às águas num campeonato. O evento foi bastante importante para essa retomada e também serviu como treino para nós. Esse será o mesmo percurso onde acontecerá o Campeonato Brasileiro do ano que vem e, provavelmente, a seletiva ao Mundial. Isso já gera uma expectativa bastante boa em relação a 2021”, relata o canoísta de Aquidauana.

Balbuena confessa que subir ao pódio duas vezes, em sua primeira competição desde o início da pandemia, é fator de motivação para continuar treinando. “Representamos muito bem Mato Grosso do Sul e é um orgulho ter conquistado medalhas pro nosso Estado nesse período tão complicado. Com certeza, é um motivo a mais para continuarmos treinando para as próximas competições que vêm por aí e atingir mais pódios”.

A delegação sul-mato-grossense ainda foi composta pelo atleta Fernando Sadakane e o auxiliar técnico Afonso Brandão. (Com informações da Fundesporte-MS)

Jornal Midiamax