Esportes

Ginasta Natália Gaudio conquista o bronze no Pan-Americano

Natália Gaudio levou a ginástica rítmica brasileira de volta ao pódio dos Jogos Pan-Americanos ao conquistar hoje (3) a medalha de bronze no individual geral, superando por 0,05 ponto a também brasileira Bárbara Domingos. As norte-americanas Evita Griskenas (75,825 pontos) e Camila Feeley (70,725 pontos) ficaram com o ouro e a prata, respectivamente. As ginastas […]

Agência Brasil Publicado em 03/08/2019, às 20h37

(Abelardo Mendes Jr,Rede do Esporte)
(Abelardo Mendes Jr,Rede do Esporte) - (Abelardo Mendes Jr,Rede do Esporte)

Natália Gaudio levou a ginástica rítmica brasileira de volta ao pódio dos Jogos Pan-Americanos ao conquistar hoje (3) a medalha de bronze no individual geral, superando por 0,05 ponto a também brasileira Bárbara Domingos.

As norte-americanas Evita Griskenas (75,825 pontos) e Camila Feeley (70,725 pontos) ficaram com o ouro e a prata, respectivamente.

As ginastas brasileiras empataram com 67,150 na pontuação geral, que soma os resultados em quatro aparelhos, mas Natália acabou levando a melhor no critério de desempate, que soma os pontos do critério execução, no qual obteve 28,35, ante 28,30 de Bárbara.

“A disputa foi muito boa, bem acirrada. Mas a gente mostrou que o nosso trabalho tá melhorando, o Brasil tá subindo porque conquistamos terceiro e quarto”, disse Natália após a final em entrevista publicada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

O desempenho no arco foi crucial para que Natália chegasse à medalha. Ela obteve 18,300 pontos no aparelho, a segunda maior nota, o que compensou o erro que cometeu em seguida, ao deixar cair a bola, aparelho no qual obteve apenas 14,500. Neste sábado, ela marcou 17,800 nas maças e 16,550 na fita.

Ambas as ginastas brasileiras ainda vão disputar medalhas nas finais por aparelhos, que serão disputadas neste domingo (4) e na segunda-feira (5): Natália no arco, nas maças e na fita e Bárbara em todos os aparelhos, incluindo a bola.

A única outra medalha brasileira no individual geral da ginástica rítmica em Jogos Pan-Americanos havia sido conquistada em 2011, em Guadalajara, por Angélica Kvieczynski.

Jornal Midiamax