Esportes

Seleção brasileira fica a um Mundial de igualar maior jejum em Copas

A eliminação do Brasil para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo, após a derrota por 2 a 1 em Kazan, nesta sexta-feira (6), aumentou o jejum da seleção em títulos mundiais. O máximo que a seleção brasileira ficou sem comemorar a conquista de uma Copa do Mundo foram cinco edições do torneio. […]

Folhapress Publicado em 06/07/2018, às 16h15 - Atualizado às 16h32

Reprodução Fifa
Reprodução Fifa - Reprodução Fifa

A eliminação do Brasil para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo, após a derrota por 2 a 1 em Kazan, nesta sexta-feira (6), aumentou o jejum da seleção em títulos mundiais. O máximo que a seleção brasileira ficou sem comemorar a conquista de uma Copa do Mundo foram cinco edições do torneio.

O intervalo ocorreu em duas ocasiões. O primeiro foi entre as Copas de 1930, no Uruguai, e 1958, na Suécia, ano da primeira conquista brasileira. Neste período, o Mundial deixou de ser disputado nos anos de 1942 e 1946, em razão da Segunda Guerra Mundial. A outra vez na história em que ficou cinco Copas sem vencer foi após a conquista do tricampeonato, em 1970, no México. Entre as Copas de 1974, na Alemanha, e 1990, na Itália, o Brasil passou em branco.

Só voltou a festejar ao 1994, nos Estados Unidos, após derrotar a Itália na disputa de pênaltis.
Única equipe pentacampeã em Copas, o Brasil festejou sua última conquista há 16 anos, na Copa de 2002, na Coreia e Japão, quando venceu a Alemanha na final por 2 a 0. Desde então, foram quatro Copas e quatro eliminações.

Em 2006, na Alemanha, o carrasco brasileiro foi a França, que bateu o Brasil nas quartas de final por 1 a 0. Quatro anos depois, na África do Sul, a seleção foi superada também nas quartas de final pela Holanda, de virada, por 2 a 1. Em 2014, no Brasil, a derrota mais traumática, com a incrível goleada de 7 a 1 para a Alemanha, no Mineirão, na semifinal. Na disputa do terceiro lugar, nova derrota, um 3 a 0 para a Holanda.

Jornal Midiamax