Esportes

Das cinzas à areia: Open de vôlei ajuda a reerguer sonho de casal

O esporte realmente tem papel fundamental na vida do ser humano. Não só pela parte física e saudável, mas também pelos momentos especiais que proporciona. No último domingo (8), aconteceu na Associação Atlética Banco do Brasil o Open Amigos do Studio Isa, academia que foi incendiada após um furto no dia 16 de junho.

Carlos Yukio Publicado em 09/07/2018, às 08h15 - Atualizado às 11h25

None
Amigos de casal organizaram Open de vôlei areia para ajudar a reformar academia.

O esporte realmente tem papel fundamental na vida do ser humano. Não só pela parte física e saudável, mas também pelos momentos especiais que proporciona. No último domingo (8), aconteceu na Associação Atlética Banco do Brasil o Open Amigos do Studio Isa, academia que foi incendiada após um furto no dia 16 de junho.

O ocorrido fez com que amigos tomassem a frente para ajudar a personal trainer Isamar Silveira e o jogador de vôlei Miguel Ortigosa, proprietários da academia. Durante o dia todo, 41 duplas de vôlei de areia disputaram o campeonato feito para angariar fundos depois da perda.

Além da taxa de inscrição e rifas de diversos prêmios, entre eles milhas aéreas e bolsas térmicas, também foi vendido arroz carreteiro, açaí e bebidas. Todo o lucro do evento será revertido para a reforma da academia.

Tragédia

Na madrugada do dia 16 de junho, um sábado, o Stúdio Isa Personal Trainer foi incendiado após bandidos furtarem uma televisão. O fogo se alastrou tão rapidamente e com tamanha intensidade, que atingiu a marcenaria ao lado da academia. Isamar e Miguel moram a duas quadras da academia que fica rua Espanha, nº 532, na Vila Jacy, e chegaram ao local antes dos bombeiros.

Das cinzas à areia: Open de vôlei ajuda a reerguer sonho de casal
Incêndio no dia 16 de junho destruiu 40% da academia e se alastrou para marcenaria vizinha. (Foto: Arquivo Pessoal)

Na época, Miguel disse em entrevista ao Jornal Midiamax que apenas uma televisão de 51 polegadas foi levada da academia, e que os bandidos não estavam a pé, já que seria difícil carregar a televisão.

“Eles parecem ser especialistas neste tipo de crime”, disse. Na academia foi encontrado um galão de gasolina e o alicate usado para arrombar o cadeado foi levado pela perícia da polícia. Metade dos equipamentos do local foi destruída pelas chamas e teto desabou.

“Você vê um trabalho totalmente honesto, digno e sofrido, e de repente você é interrompido por outras pessoas que são fruto de um sistema falido que não tem segurança, saúde e educação que nos deixa à mercê de tudo isso”, ressaltou Miguel Ortigosa.

O incêndio foi o segundo com as mesmas características na região em um período de 2 meses. Uma casa de uma idosa de 70 anos próxima à academia foi incendiada após furto. Na casa era guardados vários materiais recicláveis, que fizeram com que as chamas se alastrassem com rapidez destruindo o imóvel, que está sendo reconstruído com ajuda de doações e vizinhos.

Mikasa, su casa

Após o ocorrido, Isa e Miguel tentaram salvar o máximo possível dos aparelhos da academia e improvisaram o espaço dentro de casa para continuar o trabalho e não se abalar com a tragédia. O prejuízo totalizou em torno de 50 mil reais.

Ao mesmo tempo, Miguel participava do Circuito Brasileiro Challenger, onde representa o Mato Grosso do Sul e se mantém com sua dupla em 2º lugar do ranking. O atleta, então, utilizou o prêmio em dinheiro da 1ª etapa para comprar um novo computador para continuar a trabalhar.

Os amigos do vôlei, colecionados depois de, pelo menos, 11 anos de profissionalização de Miguel no vôlei de areia e 15 anos de Isa no ramo de personal trainer, fizeram questão de retribuir a amizade do casal. Entre 5 e 10 pessoas se organizaram para proporcionar o Open Amigos do Studio Isa e buscar uma solução para tentar reabrir o mais rápido possível.

Além disso, outros eventos ao redor da Capital foram angariando aos poucos doações para o casal, entre eles campeonato amador no Instituto Mirim, cuja inscrição também foi revertida e uma galinhada, que será organizada pelos moradores do bairro na próxima semana. Isamar e Miguel também receberam doações de amigos de longa data que, mesmo distantes, fizeram questão de ajudar.

O casal se conheceu em 1996 na UFMS enquanto Miguel cursava Física e Isamar dava aulas de Educação Física, sendo uma das professoras de vôlei de quadra de Miguel. Amigos por muito anos, sempre prezaram pelo companheirismo para com os outros e para eles, a retribuição dos amigos nesse momento é sincera.

Set point

O evento que aconteceu durante todo o último domingo (8), contou com 22 duplas na categoria do masculino e 19 duplas no feminino. No feminino, o ouro ficou com a dupla Nadi e Pri, e o prata com Rose e Andreza. Quem levou o terceiro lugar foi a dupla Vanessa e Stepanhie. No masculino, Miguel e Duda conquistaram a primeira colocação, enquanto Rudileno e Maykon ficaram com a prata. Márcio e Bruno subiram no terceiro lugar do pódio.

O Open aconteceu na A.A.B.B da Av. Des. Leão Neto do Carmo, 615, no Jardim Veraneio e as inscrições de cada dupla custaram R$ 50, revertidos para à reforma da academia. O arroz carreteiro foi servido por R$ 12 e as rifas de quites de beleza, itens de cozinha e camisetas de atletas custam entre R$ 10 e R$ 15.

Jornal Midiamax