Esportes

Depois de 2 anos e 8 meses, Morenão reabre os portões no próximo domingo

Foram feitas adequações para a reabertura

Wendy Tonhati Publicado em 26/01/2017, às 11h37

None
estadio-universitario-pedro-pedrossian.jpg

Foram feitas adequações para a reabertura

Depois de 2 anos e 8 meses, o estádio Pedro Pedrossian, o Morenão vai reabrir os portões e receber um jogo no próximo domingo (29), às 16h. De acordo com a Federação de Futebol do Mato Grosso do Sul, o Ministério Público Estadual aceitou os laudos e o estádio e está apto a receber nove mil torcedores. 

O último jogo que o estádio recebeu foi dia 13 de abril de 2014, quando o Cene venceu o Águia Negra por 2 a 0 e tornou-se bicampeão Estadual. Na reabertura, o Morenão vai receber o confronto entre Comercial x Novo Operário. 

Na 1ª fase do Campeonato Estadual deste ano, dez jogos estão marcados no estádio com mando de Comercial e Operário. Novo e União/ABC optaram por jogar no estádio das Moreninhas porém o estádio ainda está sem laudos.  

O MPE (Ministério Público Estadual) interditou o Morenão, em setembro de 2014, por ferir o Estatuto do Torcedor. De acordo com o MPE, a Polícia Militar encaminhou ofício demonstrando que o estádio tem inadequações relativas à segurança dos torcedores.

A Polícia Militar já havia notificado o estádio pelas irregularidades, no mês de fevereiro daquele ano, tendo permanecido a situação. Foi requisitada vistoria no Estádio no início de julho e realizada nos dias 5 e 13 agosto, onde foram confirmadas as inadequações.

Em outubro passado, o governador Reinaldo Azambuja assinou um termo de cooperação para recuperação do estádio. A assinatura formalizou convênio entre Governo do Estado, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) para adequar o Morenão para os jogos do campeonato estadual do ano que vem.

Pelo convênio, o governo estadual, por meio da Fundação de Esporte e Lazer de MS (Fundesporte), repassou R$ 150 mil para as reformas mais urgentes, de modo que o estádio possa atender às exigências de segurança e ser liberado para os jogos da competição. O montante para as reformas se soma aos R$ 620 mil repassados pelo Estado como apoio regular aos clubes para custeio do campeonato estadual.

Jornal Midiamax