Esportes

Avaí vence Náutico com autoridade e encaminha acesso à elite nacional

3 a 0

Diego Alves Publicado em 13/11/2016, às 02h30

None
marquinhos-comemora-gol-do-avai-sobre-o-nautico-1478983669501_615x300.jpg

3 a 0

O Avaí encaminhou seu acesso à Série A do Campeonato Brasileiro neste sábado. Atual terceiro colocado da Segundona, o Leão entrou em campo em um duelo direto contra o Náutico por uma das vagas do G4, e aproveitou a Ressacada lotada para vencer com autoridade os adversários pernambucanos por 3 a 0. Com atuação magistral de Marquinhos, o time do técnico Claudinei Oliveira abriu cinco pontos para o quinto colocado faltando apenas duas rodadas para o fim da competição, fato que o coloca muito próximo da elite do futebol nacional.

í encaminhou seu acesso à Série A do Campeonato Brasileiro neste sábado. Atual terceiro colocado da Segundona, o Leão entrou em campo em um duelo direto contra o Náutico por uma das vagas do G4, e aproveitou a Ressacada lotada para vencer com autoridade os adversários pernambucanos por 3 a 0. Com atuação magistral de Marquinhos, o time do técnico Claudinei Oliveira abriu cinco pontos para o quinto colocado faltando apenas duas rodadas para o fim da competição, fato que o coloca muito próximo da elite do futebol nacional.

Se pelo lado do Náutico uma das principais características da equipe era a velocidade, do lado do Avaí havia a experiência de Marquinhos. Apesar de todas as limitações físicas de um jogador de 35 anos, o meia fez a diferença na ressacada aos 25 minutos, quando em cobrança prefeita de falta colocou a bola no ângulo de Júlio César, sem chances para o goleiro, que ainda pulou, mas não alcançou a bola.

Não satisfeito com a obra-prima que resultou no primeiro gol avaiano, Marquinhos ainda tratou de carimbar o travessão aos 44 minutos. Se o meia não conseguiu balançar as redes novamente em cobrança de falta, já nos acréscimos ele chegou ao segundo gol após o juiz marcar pênalti para os donos da casa. Com o pé calibrado, o ídolo do clube ia se provando uma dar principais armas do técnico Claudinei Oliveira.

Na volta para a etapa complementar o Avaí manteve a toada do primeiro tempo e logo aos seis minutos tratou de ampliar sua vantagem para 3 a 0. O volante João Filipe encontrou Renato na direita, que após receber belo passe cruzou rasteiro para Romulo apenas empurrar para o fundo das redes.

Já na reta final da partida o time do Náutico acabou perdendo a cabeça e após uma dura falta em Marquinhos, o árbitro Diego Almeida Real acabou expulsando Maylson, que havia entrado no intervalo. Evitando que o Avaí se expusesse sem necessidade, já que estava com a vitória garantida, o técnico Claudinei Oliveira ainda sacou Marquinhos nos minutos finais para ser aplaudido pela torcida catarinense e reforçou a parte defensiva com a entrada de João Paulo. Assim, bastou ao Leão administrar a vantagem construída para ficar muito próximo do retorno à Série A.

FICHA TÉCNICA 
AVAÍ 3 X 0 NÁUTICO

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC) 
Data: 12 de novembro de 2016 (sábado) 
Horário: 17h30 (de Brasília) 
Árbitro: Diego Almeida Real (RS) 
Assistentes: Jose Eduardo Calza e Alexandre Pruinelli Kleiniche (ambos do RS)

Cartões amarelos: 
NÁUTICO: Igor Rabello e Gastón Filgueira 
AVAÍ: Vitor

Cartões vermelhos: 
NÁUTICO: Maylson

GOLS: 
AVAÍ: Marquinhos, aos 25 e 47min do 1T, Romulo aos 6min do 2T.

AVAÍ: Renan; Fagner Alemão, Fábio Sanches, Betão e Capa; Luan, João Filipe (Judson), Renato, Marquinhos (João Paulo) e Diego Jardel; Romulo (Vitor) 
Técnico: Claudinei Oliveira

NÁUTICO: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón Filgueira; João Ananias, Rodrigo Souza (Tiago Adan), Marco Antônio (Maylson) e Vinícius; Rony e Bergson (Negretti) 
Técnico: Givanildo Oliveira

Jornal Midiamax