Esportes

Após classificação para Copa jogadores da Seleção terão pausa de quatro meses

Próximo jogo da equipe será em março de 2017

Ana Paula Chuva Publicado em 16/11/2016, às 17h41

None
selecao.jpg

Próximo jogo da equipe será em março de 2017

Com a classificação para o mundial de 2018, após as seis vitórias em seis jogos e liderança invicta nas eliminatórias, seleção brasileira terá uma pausa até março de 2017, quando acontecerá o próximo encontro da equipe. Os 23 jogadores voltarão a ser convocados pelo técnico Tite para se apresentarem no dia 19 de março e enfrentarão a seleção uruguaia no dia 23 do mesmo mês, em Montevidéu. O desafio da equipe agora será não perder o ritmo nesses quatro meses de pausa.

De acordo com o site Globo Esporte, Gabriel Jesus, o artilheiro da disputa com cinco gols, por exemplo, só tem mais quatro partidas, no máximo, pelo Palmeiras. Depois do Campeonato Brasileiro, liderado por seu clube, então irá para o Manchester City, numa transferência que, certamente, exigirá do jovem de apenas 19 anos um período de adaptação, sendo orientado por Pep Guardiola.

Ainda segundo o Globo Esporte, outro que terá missões importantes em seu time é o goleiro titular do Brasil. Na Roma, Alisson só é titular na Liga Europa. No Campeonato Italiano, o que mais tem jogos, quem atua é o polonês Szczesny. Para 2017, o brasileiro quer mudar esse cenário.

“É jogar, treinar, me dedicar. A dedicação tem que ser constante, uma competição não se ganha na partida final, e sim na preparação de antes”, afirmou Alisson.

Os destaques dos último jogos, Paulinho e Renato Augusto, cada um com um gol, terão férias prolongadas. Praticamente não disputarão partidas oficiais nesse intervalo. A confiança de Tite e o acompanhamento físico de especialistas será determinante para que, na convocação de março, nenhum deles tenha seu lugar ameaçado.

“É difícil porque fica muito tempo (sem o grupo se reunir). Alguns entram de férias, outros não. Quando você volta, uns estão em início de temporada, outros no fim. Mas agora é hora de curtir um pouco esse momento, tivemos muita dificuldade esse ano, mas, de forma geral, foi um ano muito bom. O torcedor voltou a acreditar em nós”, disse Renato Augusto.

Jornal Midiamax