Esportes

Após 4 anos, ministro volta a afirmar que parque receberá R$ 7 milhões

Investimento será para revitalização da pista de atletismo

Jessica Benitez Publicado em 13/02/2016, às 20h49

None
parque_ayrton_senna_pmgc.jpg

Investimento será para revitalização da pista de atletismo

A visita do ministro dos Esportes, George Hilton, para o dia nacional de conscientização do combate ao Aedes aegypti foi nova, mas ele reascendeu a velha promessa de de recuperar a pista de atletismo do Parque Ayrton Senna e realizar outras reparações com investimento de R$ 6 a R$ 7 milhões. A mês afirmação foi feita pelo ex-ministro da pasta, Aldo Rebelo, em 2012. Depois, em março de 2015, George, já como titular, esteve em Campo Grande e assinou ordem de serviço à obra. 

Na manhã deste sábado, ele voltou a falar sobre o investimento. “Nos queremos deixar alguns legados materiais dos jogos olímpicos e paralímpicos e o parque Ayrton Senna está dentro do nosso cronograma para recuperamos pistas de atletismo e outras ações que vão fazer com que isso fique ai para a população de R$ 6 a R$7 milhões”, disse.

No ano passado ele havia dito, ainda, que resgataria os projetos que prevê a revitalização do Ginásio Poliesportivo Avelino dos Reis, mais conhecido como Guanandizão. Promessa também feita em 2012 por Rebelo.

Conforme as informações da época, a construção da pista de atletismo deve custar cerca de R$ 6 milhões. Do valor total do recurso, R$ 3,5 milhões são do governo Federal e R$ 2,4 milhões de contrapartida da Prefeitura. Já a revitalização do Guanandizão está estimada em R$ 17 milhões.

Parque – Atualmente o Ayrton Senna está fechado à população a pedido do MPE (Ministério Público Estadual) por, segundo denúncia, não haver condições higiênicas para mantê-lo aberto. A Prefeitura da Capital tenta reverter a situação, tanto que esta semana juntou relatório sanitário sobre o local ao processo. 

Jornal Midiamax