Esportes

Operário abandona Jacques da Luz e vai jogar fase final da Série B em Rio Brilhante

O Estádio Morenão está interditado 

Diego Alves Publicado em 02/10/2015, às 01h38

None
rio.jpg

O Estádio Morenão está interditado 

A diretoria do Operário ensaiou, ensaiou e agora confirmou a intenção de não jogar mais no Estádio Jacques da Luz, em Campo Grande, os seus jogos como mandante na Série B do Campeonato Estadual. Nesta quarta-feira (1) o clube protocolou na Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) o pedido para que seus jogos no quadrangular final sejam disputados no Estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante. Com o gramado em melhores condições do que o campo das Moreninhas, a intenção é de que o time possa ter desempenho técnico melhor do que os jogos disputados na Capital.

No ofício encaminhado à Federação e assinado pelo presidente Estevão Petrallás, o clube coloca o estádio no interior como a segunda opção para ser mandante dos seus jogos, mas como a primeira, o Estádio Morenão, está interditado pelo Ministério Público Estadual (MPE) há dois anos, Rio Brilhante passa a ser a casa operariana neste restante de Série B. Em 2014, impedido de jogar em Campo Grande por punição imposta do TJD-MS, o Operário mandou suas partidas no Ninho da Águia.

De acordo com a tabela dirigida da competição e considerando que a segunda colocação do Operário se confirme na última rodada, o time já joga na nova casa na abertura do quadrangular final, no dia 11 de outubro, contra o primeiro colocado do Grupo B, por enquanto o Itaporã. Na rodada seguinte, dia 18, enfrenta o segundo colocado do Grupo B na casa do adversário e fecha o turno, no dia 25, contra o Aquidauanense no Ninho da Águia.

No returno, o Galo abre contra o primeiro colocado do Grupo B como visitante no dia 1º de novembro, enfrenta o segundo colocado do Grupo B no Ninho da Águia no dia 8 e encerra a competição contra o Aquidauanense no dia 15 no Estádio Noroeste.

Jornal Midiamax