Esportes

Associação de árbitros de futebol defende greve da categoria

Eles estão contrariados com o veto da presidente Dilma ao artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte

Gerciane Alves Publicado em 07/08/2015, às 20h51

None
arbitro.jpg

Eles estão contrariados com o veto da presidente Dilma ao artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte

Contrariados com o veto da presidente Dilma Rousseff ao artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte que destinava direitos de imagem aos árbitros de futebol , dirigentes da ANAF (Associação Nacional dos Arbitros de Futebol) defendem uma greve da categoria ou, no mínimo,  uma paralisação pontual, de apenas uma rodada do Campeonato Brasileiro . Isso não valeria para este fim de semana, mas poderia ser efetivado ainda em agosto.

“Vamos realizar uma assembleia nacional na semana que vem e a diretoria da ANAF vai propor essa greve. Temos de parar para ser respeitados”, disse Marco Antonio de Miranda, presidente da entidade, durante seminário de arbitragem promovido pela CBF,  que está sendo realizado nesta sexta no Hilton Hotel,  na Barra da Tijuca.

Ele disse que a insatisfação no meio é gritante com a decisão presidencial do veto de 0,5% dos recursos oriundos da emissora detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro e que seriam revertidos para os árbitros e auxiliares.

“A próxima rodada não está ameaçada.  Mas vamos tentar retormar essa discussão.  Claro que em caso de uma decisão mais sólida vamos fazer um comunicado à CBF para que nao seja pega de surpresa”, disse Miranda. Ele acrescentou que uma outra medida em análise pela ANAF seria a da proibição da exposição de imagens dos arbitros durante os jogos do Brasileiro. Mas não soube explicar como isso se daria na prática.

Jornal Midiamax