Esportes

Após derrota no Mundial Sub-20, Micale afirma: ‘Título não veio por detalhe’

"Tivemos algumas oportunidades, eles também tiveram", disse o técnico

Gerciane Alves Publicado em 20/06/2015, às 16h23

None
tecnico.jpg

“Tivemos algumas oportunidades, eles também tiveram”, disse o técnico

O terceiro jogo do time que foi à prorrogação, a Seleção Brasileira perdeu para a Sérvia, por 2 a 1, na madrugada deste sábado, na decisão do Campeonato Mundial Sub-20, que foi disputado na Nova Zelândia, ficando com o vice-campeonato. Apesar do sufoco passado para chegar à final, já que nos jogos contra Uruguai, pelas oitavas de final, e Portugal, nas quartas, a vitória veio em decisões por pênaltis, o técnico Rogério Micali creditou o insucesso a falta de sorte.

Não veio o título por questões de detalhe. Tivemos algumas oportunidades, eles também tiveram. Nos momentos importantes da partida, não conseguimos fazer o gol, e eles foram em um contra-ataque muito bem trabalhado. Saio daqui com a sensação de que esses rapazes deram o melhor, se superaram a todo o momento – afirmou Micale, em entrevista coletiva, após a derrota, elogiando o time brasileiro.

“Só tenho que dar parabéns, não tenho muito a lamentar. Gostaria demais do título, mas estamos iniciando um projeto que a gente acredita que vai render muitos frutos ao futebol brasileiro.

Micale também fez questão de ressaltar que neste momento é importante não responsabilizar um ou outro, mas dar cunho coletivo para a derrota. Segundo ele, a experiência no Mundial dará bagagem aos jogadores brasileiros para evoluírem em suas carreiras, que estão apenas no início.

“Não tem herói nem vilão. Se fôssemos campeões não teria herói, e agora também não vou achar vilão algum. Acredito muito neles (jogadores). As coisas vão fluir à medida que eles forem passando por experiências como essa. É dessa experiência que vamos tirar as grandes vitórias para o futuro”, destacou o treinador.

Rogério Micale assumiu a Seleção Brasileira sub-20, em maio, quando os jogadores já estavam convocados para o Mundial, já que o treinador Alexandre Gallo, foi demitido pela CBF.

Jornal Midiamax