Esportes

Ansiedade para volta de Anderson tem explicação: ele deixa o UFC mais rico

O tíquete médio com o Anderson é de US$ 264, contra US$ 162 da média histórica

Clayton Neves Publicado em 30/01/2015, às 11h24

None
625_315_1383034229andersonsilva.jpeg

O tíquete médio com o Anderson é de US$ 264, contra US$ 162 da média histórica

Campeão dos médios por oito anos e apontado como maior lutador de todos os tempos do UFC, Anderson Silva tem uma enorme expectativa em torno do seu retorno, 13 meses depois da fratura que sofreu contra Chris Weidman. E não é só por parte dos fãs. Dana White e seus pares também estão vibrando.

Além de poder contar novamente com um de seus principais nomes, o Ultimate, com o Spider lutando, fica com seus cofres ainda mais cheios. É o que mostra um estudo feito pela auditoria BDO e divulgado aqui pelo blog com exclusividade.

Os eventos do UFC que contam com a presença do Anderson Silva apresentam um público médio 20% acima da média mundial histórica da franquia, além de contar com uma arrecadação 62% acima da média. Já o tíquete médio (média do valor cobrado em todos os setores de um ginásio) é 49% superior.

A revanche com Chael Sonnen apresentou o segundo maior tíquete médio da história do UFC, ficando atrás apenas do UFC 100. Este UFC 148, em julho de 2012, obteve também a segunda maior bilheteria da história do UFC, perdendo só do UFC 129, St-Pierre x Shields, que contou com o maior público pagante.

A média de público do UFC em todo mundo é de 10.717 pessoas, enquanto os shows do Spider têm, em média, 12.899 espectadores – isso porque Anderson tem dois eventos bizarros que contaram com um público de 606 e 2.071 pessoas.

O tíquete médio com o Anderson é de US$ 264, contra US$ 162 da média histórica. A diferença de arrecadação com bilheteria também é grande: US$ 3.117.742 x US$ 1.926.573.

Essa volta do Spider ajuda muito a enorme lacuna deixada no último com sua ausência e a de Georges St-Pierre. O canadense ainda é o recordista do Ultimate em média de público e arrecadação – perde para Anderson apenas no tíquete médio. Os números dele são alavancados pelo UFC 129 (maior público da história com 55 mil pessoas) e pelo UFC 100 (maior arrecadação).

Ainda existem três fatos interessantes sobre Anderson e GSP, que mostram o quão importantes eles são para a história do UFC:

– Dos 5 maiores públicos da história do evento, 4 tiveram a participação de um dos dois;
– Das 10 maiores bilheterias da história do evento, 9 tiveram a participação de um dos lutadores;
– Dos 8 maiores tickets médios da história do evento, 6 tiveram a participação de um dos lutadores;

Jornal Midiamax