Presidente da Câmara de Campo Grande, o vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB) disse nesta terça-feira (12) que o novo concurso da Casa deverá ter ao menos 30 vagas.

“Está quase tudo pronto. Não posso repetir os mesmos cargos do antigo concurso, pois ainda tá valendo. Será no mínimo de 30 vagas, menos que isso não adianta”, disse.

O último edital, publicado no ano de 2021, já está homologado. Sob organização do Instituto Selecon, o certame ofertou 20 vagas imediatas, distribuídas entre cargos de níveis médio e superior. Os salários iniciais variaram de R$ 2.342,39 a R$ 3.973,58.

Em fevereiro, o vereador já havia anunciado que, antes da realização do concurso da Câmara, é necessário extinguir alguns cargos comissionados. “Sem isso não será possível fazer o concurso. Nossa ideia é regulamentar e regularizar esta questão do funcionamento”, disse, na ocasião.

Acontece que, em 2021, o Ministério Público ingressou com uma sentença cobrando a fixação de um parâmetro entre comissionados e efetivos. O MPMS constatou, na ocasião, que o quadro de pessoal contava com apenas 115 efetivos e 744 comissionados. 

De acordo com ele, como já existe um concurso recente, iniciado em 2022, os estudos serão feitos para definir as outras áreas com necessidade de pessoal para o próximo edital.

No caso de ensino médio, a seleção contou com 15 vagas para o cargo de assistente administrativo.

Para nível superior, foram 1 vaga para assistente social, duas para técnico administrativo e duas para tradutor de libras.