Cotidiano / Emprego & Concurso

Procuradoria-Geral do DF retoma concurso com 100 vagas com salários de até R$ 9,4 mil

As provas serão realizadas na data prévia de 29 de agosto

Fábio Oruê Publicado em 02/06/2021, às 09h56

Pandemia causou a suspensão temporária da prova
Pandemia causou a suspensão temporária da prova - Foto: Arquivo/ Jornal Midiamax

O concurso público da PGDF (Procuradoria-Geral do Distrito Federal), de 2019, suspenso devido à covid-19, foi retomado nesta quarta-feira (2). Conforme publicado no Diário Oficial do DF, a próxima etapa a ser aplicada será a prova objetiva e discursiva.

As provas serão realizadas na data prévia de 29 de agosto. Para o cargo de analista jurídico, o exame será feito na parte da manhã, com duração de quatro horas e 30 minutos. Já candidatos à função de técnico jurídico aplicarão a etapa à tarde, com duração de três horas e 30 minutos.

De acordo com a publicação, os locais e horários da etapa serão divulgados no site da banca organizadora Cebraspe em 18 de agosto. O edital de resultado provisório das provas objetivas será publicado no mesmo portal, em 5 de outubro.

O certame da PGDF oferece 100 vagas imediatas e para a formação de cadastro de reserva nos cargos de Analista Jurídico e de Técnico Jurídico da Carreira de Apoio às Atividades Jurídicas.

Os salários são de R$ 4.720,00 para técnicos e R$ 7.320 para analistas, para 40 horas de trabalho semanal. A publicação pode ser conferida aqui, a partir da página 72.

As nomeações dos aprovados seguirão o seguinte cronograma:

a) no mínimo 25% das vagas previstas neste edital serão preenchidas no segundo semestre de 2022;
b) no mínimo 25% das vagas previstas neste edital serão preenchidas no primeiro semestre de 2023;
c) no mínimo 25% das vagas previstas neste edital serão preenchidas no segundo semestre de 2023;
d) o restante das vagas previstas neste edital será preenchido no primeiro semestre de 2024.

Cargos

Há chances para analistas nas especialidades de administração, desenvolvimento de sistema, suporte e infraestrutura, arquivologia, biblioteconomia, contabilidade, direito e legislação, estatística, farmácia, jornalismo e psicologia.

Já para os cargos técnicos, as chances são para apoio administrativo, eletricidade e comunicação e tecnologia e informação.

As provas objetivas, para todos os cargos, a prova discursiva, somente para os cargos de Analista Jurídico, bem como a avaliação biopsicossocial dos candidatos que solicitarem concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência e o procedimento de heteroidentificação complementar à autodeclaração dos candidatos negros serão realizados em Brasília/DF.

Jornal Midiamax