Cotidiano / Emprego & Concurso

Premiado pelo CNJ, projeto ‘Jovens Mediadores’ abre inscrições para nova turma em MS

Estão abertas inscrições para participar do evento “Jovens Mediadores”, promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região com a parceria da Escola Judicial do TRT24. O curso online será realizado no dia 25 de março, das 18h30 às 21h, horário de MS. A capacitação é voltada para acadêmicos do 7º ao 10º semestre do […]

Mariane Chianezi Publicado em 17/03/2021, às 16h12 - Atualizado às 17h00

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução - Foto: Reprodução

Estão abertas inscrições para participar do evento “Jovens Mediadores”, promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região com a parceria da Escola Judicial do TRT24. O curso online será realizado no dia 25 de março, das 18h30 às 21h, horário de MS.

A capacitação é voltada para acadêmicos do 7º ao 10º semestre do curso de direito. Os interessados podem se inscrever gratuitamente clicando aqui, na opção “Inscrições – Login” e depois em “Não tenho cadastro”.

O Projeto Jovens Mediadores é conduzido pelo juízes do trabalho e instrutores, Déa Marisa Cubel Yule e Bóris Luiz Cardozo de Souza, que abordam temas como: Políticas Públicas de Tratamento Adequado dos Conflitos, uso de técnicas de mediação, da psicologia positiva aplicada e comunicacional CNV (Comunicação Não Violenta), fomentando os jovens à auto-gestão positiva e pacífica de conflitos, por meio dessas ferramentas.

Reconhecimento nacional

Este ano, o Projeto Jovens Mediadores ganhou o Prêmio Conciliar é Legal, no eixo Boas Práticas, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça. A iniciativa premiada tem como objetivo estimular o protagonismo dos estudantes de Direito na condição de potenciais advogados, por meio da aprendizagem de técnicas que lhes permitam atuar positivamente na gestão dos conflitos em sua vida profissional e pessoal, diminuindo a judicialização dos conflitos.

“Esse projeto apresenta um modelo transformativo nas relações sociais de nossos jovens estudantes, fomentando uma mudança de paradigma por meio do empoderamento pessoal para uma gestão positiva e pacífica de conflitos. Isso nos engrandece enquanto ser humano e instituição”, afirmou a juíza Déa Yule.

O Jovens Mediadores é um projeto social que atua pelo fomento da cultura da paz, alinhada à agenda 2030 da ONU, em especial no que diz respeito a promoção de sociedade pacíficas e inclusivas, proporcionando o acesso à justiça para todos (Objetivo 16 – Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável).

A primeira edição do Projeto Jovens Mediadores foi realizada presencialmente em setembro de 2019. No ano passado, foram organizados dois encontros telepresenciais. Mais de 200 estudantes de Mato Grosso do Sul já participaram do curso que tem a validação do NUPEMEC-JT (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas).

Jornal Midiamax