Cotidiano / Emprego & Concurso

Prefeitura assina contrato com empresa para concurso da GCM com 350 vagas

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) assinou, na manhã dessa terça-feira (1), o contrato para realização do concurso da Guarda Civil Metropolitana, com 350 vagas. A previsão é que o edital com as instruções e abertura da inscrição seja publicado no Diogrande (Diário Oficial do Município) até o dia 21 de dezembro. “Nossa expectativa com esse […]

Mariane Chianezi Publicado em 01/12/2020, às 15h40 - Atualizado às 16h04

(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax/ Ilustrativa)
(Foto: Henrique Arakaki, Midiamax/ Ilustrativa) - (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax/ Ilustrativa)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) assinou, na manhã dessa terça-feira (1), o contrato para realização do concurso da Guarda Civil Metropolitana, com 350 vagas. A previsão é que o edital com as instruções e abertura da inscrição seja publicado no Diogrande (Diário Oficial do Município) até o dia 21 de dezembro.

“Nossa expectativa com esse concurso é muito alta. A cidade toda está esperando por essa prova, que traz geração de emprego e um serviço de cada vez mais qualidade na nossa segurança pública”, ressaltou o prefeito.

A empresa que concorreu com mais duas bancas organizadoras e ganhou a licitação para a realização do concurso é o Instituto Nacional de Seleções e Concursos (Selecon), do Rio de Janeiro. A expectativa é que mais de 20 mil pessoas se inscrevam para a prova. A taxa de inscrição é de R$ 120,00 e o prazo após publicação do edital é de 60 dias.

De acordo com o secretário de municipal de segurança e defesa social (Sesdes), Valério Azambuja, além da qualificação, com o plano de cargos e carreira já aprovados, os guardas civis metropolitanos contam ainda com um dos melhores salários do Brasil.

“Com certeza o plano já estruturado por lei é o maior atrativo para o concurso, que garante essa estabilidade com várias projeções, além de repor parte do déficit ao longo desses anos. Nós tínhamos 1.480 servidores em 2012 e hoje contamos com 1.080. Com certeza teremos uma prestação de serviço de excelência para população”

Para concorrer às vagas, os candidatos devem ter idade mínima de 18 anos, máxima de 40, nível médio completo e carteira nacional de habilitação.

O concurso será constituído por 06 etapas, ficando eliminado o candidato que não atender os requisitos exigidos no edital: I – prova de conhecimentos; II – exame de saúde e toxicológico; III – prova de aptidão física; IV – exame médico e avaliação psicológica; V – investigação social; VI – curso de formação técnico-profissional. (NR).

O último concurso foi realizado em 2009 pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Educação de Mato Grosso do Sul (Fadems). Na época, foram 683 vagas em disputa. Para concorrer, o candidato tinha que ter o ensino fundamental completo.

Jornal Midiamax