Cotidiano / Emprego & Concurso

Empresa chinesa pretende contratar 300 pessoas em Maracaju

A empresa chinesa BBCA Brazil irá se fixar em Maracaju, a 158 quilômetros de Campo Grande, para produzir diversos objetos a partir do milho. A fábrica está prevista para começar a operar em outubro deste ano e pode contratar até 300 pessoas para a fase inicial dos serviços. Entre as produções da empresa poderão ser […]

Dândara Genelhú Publicado em 25/01/2020, às 08h03 - Atualizado às 08h28

Foto: Divulgação/ Governo do Estado
Foto: Divulgação/ Governo do Estado - Foto: Divulgação/ Governo do Estado

A empresa chinesa BBCA Brazil irá se fixar em Maracaju, a 158 quilômetros de Campo Grande, para produzir diversos objetos a partir do milho. A fábrica está prevista para começar a operar em outubro deste ano e pode contratar até 300 pessoas para a fase inicial dos serviços.

Empresa chinesa pretende contratar 300 pessoas em Maracaju
Foto: Divulgação/ Governo do Estado

Entre as produções da empresa poderão ser encontradas sacolas de plástico biodegradável, utensílios domésticos, como copos e pratos, e até camisas e camisetas. O gerente-geral da BBCA, Hailong Huang, explica que o amido e farelo de milho são os materiais para iniciar a operação. “É um mercado de início dentro de Maracaju. E passo a passo vamos construir uma linha de produção de PLA, que é um material de tecnologia nova”, completa.

A BBCA é uma empresa com unidades espalhadas pelo mundo. Trabalham na França, Bélgica e Estados Unidos, e chegou ao Brasil há pelo menos um ano.

No Brasil são quatro unidades, sendo elas desde produção até escritórios de vendas. Elas ficam em Campo Grande (matriz), Maracaju (fábrica de processamento de milho), São Paulo (escritório de venda de fertilizantes) e Itajaí, em Santa Catarina (escritório de venda de ácido cítrico).

Jornal Midiamax