Cotidiano / Emprego & Concurso

Universidades públicas de MS vão oferecer 8,6 mil vagas no Sisu

Notas do Enem foram divulgadas nesta quarta

Wendy Tonhati Publicado em 18/01/2017, às 16h23

None
uems4.jpg

Notas do Enem foram divulgadas nesta quarta

As universidades públicas de Mato Grosso do Sul vão oferecer 8.642 vagas no Sisu (Sistema de Seleção Unificada) para o primeiro semestre 2017. As inscrições devem ser feitas de 24 a 27 de janeiro com a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), divulgada nesta quarta-feira (18). 

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) irá ofertar 4.575 vagas para o primeiro semestre. Dessas, 50% são reservadas para candidatos que atendam a requisitos tratados pela Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012. As oportunidades estão distribuídas em 97 cursos de graduação.

Universidade Federal da Grande Dourados – A UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) vai oferecer 969 vagas. Desse total, serão 477 para ampla concorrência e 492 para alunos oriundos de escolas públicas. 

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) ofertará 2.348 vagas em 57 cursos de graduação, em 15 cidades onde a Instituição possui unidade. As vagas serão para 27 licenciaturas, 28 bacharelados e dois cursos tecnológicos, ofertados nas Unidades Universitárias de Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Coxim, Dourados, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã. Haverá reserva 20% das vagas dos cursos de graduação para alunos negros ou pardos e 10% para alunos indígenas, sendo a única universidade brasileira a reservar este quantitativo em todos os cursos de graduação para indígenas. 

Instituto Federal de Mato Grosso do Sul – O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) ampliou em 17% o número de vagas ofertadas na graduação, chegando a 750 vagas em dez cursos. Os cursos são oferecidos nos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas. Metade das vagas ofertadas é reservada aos candidatos que cursaram todo o ensino médio na rede pública. Desse total, há cotas aos que comprovarem renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio, e aos que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas.
Jornal Midiamax