Cotidiano / Emprego & Concurso

Assembleia vai entrevistar cotistas e deficientes aprovados em concurso

Candidatos deverão se apresentar no Centro de Saúde da Casa

Ludyney Moura Publicado em 03/04/2017, às 14h40

None
agenciaalms3420171107.jpg

Candidatos deverão se apresentar no Centro de Saúde da Casa

A Assembleia Legislativa definiu horários e locais de entrevistas e avaliação dos candidatos negros, índios e deficientes aprovados no primeiro concurso da história da Casa, realizado em setembro de 2016.

Segundo o legislativo estadual, os candidatos deverão se apresentar no Centro de Saúde da ALMS, na Rua Boipeva, 184, Carandá Bosque, em Campo Grande. Serão entrevistados conforme a ordem de chegada, de acordo com o horário especificado no edital.

O candidato aprovado precisa ficar atento ao horário, já que a Assembleia revelou que não vai permitir atrasos.

De acordo com a assessoria da Casa, os candidatos que se declararam negros e disputaram vagas de nível médio farão a entrevista dia 10 de abril, das 8h30 às 10h30 (horário de MS). Aos cargos de nível superior, as entrevistas serão no mesmo dia, das14h às 16h. Já os candidatos que se declararam indígenas, independentemente do cargo disputado, deverão se apresentar dia 11, das 9h às 10h. No Edital 14/2017, foram divulgados local e horário da avaliação dos candidatos inscritos como pessoas com deficiência. A avaliação multiprofissional dos candidatos habilitados no concurso também ocorrerá no Centro de Saúde, dia 12 de abril, das 9h às 10h, independentemente do cargo pleiteado pelo candidato.

Uma comissão especial, designada pela Assembleia, apresentará um parecer conclusivo ao candidato negro ou indígena que se candidato às vagas por meio das cotas.

No caso da avaliação dos negros, a comissão será composta por três membros, sendo um representante da ALMS, um do Fórum Permanente das Entidades do Movimento Negro em MS e um do Conselho Estadual dos Direitos do Negro. Para indígenas, o grupo será formado por um representante da Funai (Fundação Nacional do Índio) e dois da própria Assembleia.

Os candidatos portadores de deficiências deverão apresentar Laudo Médico (original ou cópia autenticada) expedido no prazo de até 12 meses anteriores à referida avaliação, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID), a provável causa da deficiência, contendo a assinatura e o carimbo do número do Conselho Regional de Medicina (CRM) do médico responsável por sua emissão. Também precisam apresentar os exames necessários para comprovação da deficiência declarada.

Será eliminado da lista de candidatos com deficiência aquele que não comparecer à avaliação ou cuja deficiência assinalada no Formulário de Inscrição não for constatada na forma da Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da Organização das Nações Unidas (Decreto Legislativo 186/2008 e Decreto 6.949/2009) e demais normas legais.

Os recursos deverão ser interpostos no prazo de dois dias úteis após a divulgação do resultado, a partir do primeiro dia útil subsequente à data do referido evento, diretamente no site da Fundação Carlos Chagas.

Confira os aprovados no Diário Oficial da Assembleia (AQUI)

Confira detalhes do edital e recursos no site da FCC (AQUI)

(Com informações da assessoria do legislativo estadual)

Jornal Midiamax