Neste primeiro mês de 2023 não houve o pagamento do Auxílio Gás, que beneficia famílias cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único) do Governo Federal. Isso porque o benefício só é pago a cada dois meses.

Porém, os beneficiários receberão o valor do pagamento em fevereiro. Só pode receber o Auxílio Gás quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Em 2023, o valor a ser pago volta a ser de 50% do valor médio do botijão de 13kg. Pessoas que têm o NIS (Número de Identificação Social) com final 1 começam em 13 de fevereiro. Os pagamentos serão feitos no Caixa Tem dos titulares e seguem o calendário do Bolsa Família.

Cálculo

Para calcular o benefício, a Caixa Econômica Federal baseia-se nas pesquisas da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). A agência, até o décimo dia útil de cada mês, divulga o preço médio dos seis meses anteriores do botijão de 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP). Dessa forma, a cada dois meses, o benefício muda de valor.

O Auxílio Gás totalizou R$ 52 em janeiro, R$ 51 em abril e R$ 53 em junho, quando equivalia a 50% do preço médio do botijão. O auxílio totalizou R$ 110 em agosto e R$ 112 em outubro.

Duração do Auxílio Gás

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,6 milhões de famílias, até o fim de 2026, com o pagamento de 50% (100% de agosto a dezembro). Para o ano passado, o Auxílio Gás tinha orçamento de R$ 1,9 bilhão, mas a verba subiu para R$ 2,95 bilhões com a emenda constitucional.

Caixa Tem

O Auxílio Gás é pago com os mesmos cartões e senhas do Bolsa Família, podendo ser sacado em lotéricas, terminais de autoatendimento e Caixa Aqui. O benefício também pode ser depositado nas contas poupança digitais, movimentadas por meio do aplicativo Caixa Tem.

O beneficiário precisa ficar atento. Caso não saque o Auxílio Gás em 120 dias após a data do pagamento, o dinheiro volta para a conta do governo. Quem tiver dúvidas sobre a situação do benefício pode fazer uma consulta nos aplicativos Caixa Tem e Auxílio Brasil ou ligar para a central de atendimento da Caixa, no número 111.

Caso tenha dúvidas sobre o cadastro ou sobre o pagamento, o cidadão pode ligar para o Ministério da Cidadania, no telefone 121.