A Prefeitura de compartilhou neste sábado (30) uma nova história de desenvolvimento econômico de produtores em expansão do comércio para outras cidades através do SIM (Serviço de Inspeção Municipal) Central MS.

Donos da Queijo Dazú, Alceu e Zuleide vendiam em mercado local, para quase 7.139 moradores de Jaraguari, agora, ampliam para 980.933 pessoas na Capital, Sidrolândia, e Dois Irmãos do Buriti, municípios que compõem o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da Região Central de Mato Grosso do Sul.

“Nós estamos muito felizes com o novo SIM, porque antes nós só podíamos vender aqui na região, agora as possibilidades são infinitas. Queremos mostrar que o pequeno produtor que se dedica tem como fazer um bom trabalho. Nós não tínhamos nada e hoje nós temos tudo isso aqui”, mostra a pequena indústria que segue todas as legislações e está certificada.

O casal havia comprado o Sítio Paraíso com o desejo do terreno ser rentável. A tarefa foi difícil, pois a terra estava totalmente degradada. Aos poucos foram trabalhando e recuperaram o espaço com a criação de um novo negócio.

“Tudo aqui a gente foi limpando, roçando, foi no passo a passo, no trabalho a trabalho. A gente não queria vender o leite direto para o laticínio, porque o valor pago era muito baixo, por isso começamos a fazer o queijo. Em seguida buscamos a certificação e fomos uns dos primeiros a receber o SIM de Jaraguari”, conta Alceu.

“Depois das capacitações que nós obtivemos e continuamos obtendo, nós sentimos com mais segurança no que estamos fazendo, no que estamos oferecendo para o consumidor”, diz Alceu. “Na parte de gestão eu fiz um curso de financeiro e hoje eu anoto o quanto entra de leite, quantos queijos eu faço, quantos eu retiro para vender, então tudo é anotado. Aí quando eu quero precificar eu vou nessas planilhas e faço o ajuste certo”, completa Zuleide.

Família transformou sítio para novo negócio (Divulgação, Sidagro)

Programa de inspeção

A Sidagro (Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Campo Grande) explica que o programa é o serviço responsável por inspecionar e registrar a agroindústria e as empresas que fabricam, manipulam, processam e beneficiam produtos de origem animal nos municípios consorciados ao SIM Central MS.

“Essa nova legislação veio permitir que todos, independentemente de seu tamanho, possam ter condição de manipular os alimentos que querem entregar. A mudança da lei ocorre no sentido que este serviço possa ser organizado e gerenciado pelo SIM Central MS. Qual a diferença para os comerciantes de o SIM ser gerenciado pelo Consórcio ou ser gerenciado pelo seu município? Territorialidade. Se você está com o SIM de um município, só pode vender na área deste município, quando esse serviço está sendo executado para o consórcio, ele pode vender em toda a área territorial do Consórcio”, relata o secretário da pasta, Adelaido Vila.

De abril a setembro, o sistema ampliou a área de fiscalização com 75 novos estabelecimentos no processo de registro, sendo 23 do varejo, setor que o Sim não atendia anteriormente.

A sede do SIM Central MS está localizada na Rua Antônio de Oliveira Lima, 28, Park. Os telefones para contato são (67) (67) 99855-1620 ou 4042-0497, Ramais 2421 e 2408.