Em 2020, o PIB (Produto Interno Bruto) de Mato Grosso do Sul teve variação de 0,2%. O resultado seria considerado ruim, caso não fosse o maior do país naquele ano. Influenciado pelo impacto econômico da pandemia de Covid-19, 24 estados do país tiveram retração em 2020.

Em valores absolutos, o PIB estadual alcançou R$ 122,6 bilhões em 2020, contribuindo com 1,6% do PIB do país. O Estado avançou uma posição no ranking, passando do 16º para o 15º entre 2002 e 2020. A variação acumulada da produção econômica soma 77,6%.

Os dados divulgados nesta quarta-feira (16) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram ainda que, em 2020, o PIB do Brasil atingiu R$ 7,6 trilhões, recuando 3,3% em volume. Além de MS, Roraima teve crescimento de 0,1% e Mato Grosso ficou estável. Todos os outros estados tiveram retração.

Participação por setor no PIB

A economia de Mato Grosso do Sul é formada por três grandes grupos que influenciam o PIB, sendo agronegócio, serviços e indústria. Em 2020, a agropecuária foi a principal responsável pelo bom desempenho econômico do Estado.

O setor apresentou crescimento de 14,6% em 2020 na comparação com 2019. O resultado se deve, na maior parte, pelo bom desempenho da safra de soja. Pecuária bovina, suína e de aves também contribuíram.

A indústria fechou o ano de 2020 com estabilidade. A indústria de transformação, influenciada pela celulose, cresceu 2,2% enquanto a indústria extrativa teve retração de 26,6% e a construção civil reduziu em 4,2%.

O setor de serviços também foi bastante impactado pela pandemia, com queda de 3,6% em volume em 2020. O que resultou na perda de participação dos Serviços na economia do Mato Grosso do Sul, que saiu de 61,4% em 2019, para 55,1% em 2020.

PIB per capita

O IBGE também divulgou os resultados do PIB per capita em 2020. Naquele ano, o Estado registrou valor de R$ 43.649,17, o quinto maior entre as Unidades da Federação. O Estado ocupava a 8ª posição em 2002 com R$ 7,5 milhões.

O PIB per capita do Brasil, em 2020, foi R$ 35.935,74 e aumentou 2,2% ante 2019.