Fundos da criança e do idoso precisam se regularizar se quiserem receber o repasse do imposto de renda

Fundos terão atualizar cadastros de dados bancários para que a Receita Federal possa transferir os repasses
| 11/06/2022
- 11:00
Fundos
Fundos da crianças e dos idosos precisam seguir orientação da Receita Federal para ter mais recursos. Foto: Arquivo Midiamax

Os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente e os Fundos dos Direitos da Pessoa Idosa terão até 6 de julho para regularizarem a situação das contas correntes informadas no cadastros federais.

A Receita Federal informa que o repasse dos recursos doados pelos contribuintes em 2022 será feito em 29 de julho, mas somente aos fundos que estiveram com as contas ativas no momento da transação.

Na Declaração do da Pessoa Física (DIRPF) deste ano, os contribuintes puderam doar até 6% do imposto a restituir ou a pagar a esses fundos.

A Receita recomenda que os gestores dos fundos fiquem atentos às datas e verifiquem com antecedência no banco se, de fato, a conta bancária está ativa, a fim de assegurar que o dinheiro seja repassado.

Caso a conta não esteja ativa e o crédito não aconteça, o fundo só poderá receber esses recursos em 2023, no próximo repasse de valores atrasados. Conhecido por Repasse Multiexercício, a deve ocorrer no primeiro semestre, em data a ser divulgada mais adiante.

Veja também

Texto vai para análise no Senado para depois seguir para sanção presidencial

Últimas notícias