Cotidiano / Economia

Saiba como antecipar a partir de R$ 500 do saque-aniversário do FGTS, liberado até para negativados

Novidade está disponível desde terça-feira (28)

Gabriel Maymone Publicado em 29/12/2021, às 10h31

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Divulgação

A Caixa Econômica Federal liberou desde terça-feira (28) opção de antecipação de pelo menos R$ 500 do saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Até então, o valor mínimo para o empréstimo era de R$ 2 mil.

Podem fazer a solicitação trabalhadores que tenham optado pela modalidade, que usa o saldo do FGTS como garantia. É permitido fazer até três saques antecipados. O pedido é feito diretamente no aplicativo Caixa Tem e, para isso, é necessário que o trabalhador tenha cadastro e autorize o banco a oferecer o empréstimo.

Conforme a Caixa, os juros mensais são de 1,49% e a linha de crédito não exige avaliação do perfil do cliente, ou seja, está liberado até mesmo para negativados.

Para o cliente que decidir receber os três anos de saque-aniversário, a dívida de cada período será quitada no mês de aniversário seguinte à data de contratação. Por exemplo, se o trabalhador nasceu em outubro e contratou o empréstimo em janeiro de 2022, terá a primeira parcela do empréstimo a ser quitada em outubro, com juros de janeiro a outubro de 2022. Os demais pagamentos serão em outubro de 2023 e 2024.

O valor do empréstimo, já descontados os juros, estará disponível na conta do cliente no dia útil seguinte ao da contratação. Quando chegar o mês do aniversário do trabalhador, o dinheiro do saque vai automaticamente para o banco para pagar a dívida.

Saque-aniversário

O período para retirada do benefício começa no primeiro dia útil do mês do aniversário do beneficiário e vai até o último dia útil do segundo mês subsequente. Por exemplo, se o trabalhador nasceu em 15 de outubro, seu saque-aniversário estará disponível de 1º de outubro a 31 de dezembro.

Caso o beneficiário não saque o dinheiro até a data limite, ele volta automaticamente para sua conta no FGTS.

Quanto você vai receber pelo saque-aniversário?

A quantia que será liberada todo ano para quem migra para o saque-aniversário depende do saldo somado de suas contas no fundo de garantia (para quem tiver mais de uma). Há sete faixas de pagamento. Para trabalhadores com saldo acima de R$ 500, é acrescida uma parcela adicional fixa em reais, além de um percentual do fundo, conforme a tabela abaixo.

As sete faixas do saque-aniversário

Valor do saldo (em R$)% do saldo que pode ser sacadoParcela adicional fixaSaque total no piso da faixaSaque total no topo da faixa
Até R$ 50050%0-----R$ 250
De R$ 500,01 a R$ 1.00040%R$ 50R$ 250R$ 450
De R$ 1.000,01 a R$ 5.00030%R$ 150R$ 450R$ 1.650
De R$ 5.000,01 a R$ 10.00020%R$ 650R$ 1.650R$ 2.650
De R$ 10.000,01 a R$ 15.00015%R$ 1.150R$ 2.650R$ 3.400
De R$ 15.000,01 a R$ 20.00010%R$ 1.900R$ 3.400R$ 3.900
Acima de R$ 20.000,015%R$ 2.900R$ 3.900ilimitado

Como optar pelo saque-aniversário

A opção pode ser realizada no aplicativo do FGTS, no site fgts.caixa.gov.br, no internet banking da Caixa ou nas próprias agências.

Os trabalhadores que optarem pelo saque-aniversário até o último dia do mês de seu nascimento poderão receber o valor no mesmo ano. Ou seja, quem nasceu em janeiro, por exemplo, tem até o próximo dia 31 para escolher a modalidade e receber o dinheiro ainda em 2021.

A migração não é obrigatória. Quem não fizer a adesão, permanecerá na regra do saque-rescisão, que permite acesso ao fundo para compra da casa própria, aposentadoria e demissão sem justa causa, além de outras situações previstas em lei.

Jornal Midiamax