Cotidiano / Economia

Precisa de um fôlego para seu negócio? Confira opções de crédito para MEI em MS

Para quem tem um pequeno negócio, o microcrédito é uma alternativa com empréstimos de pequeno valor

Mylena Rocha Publicado em 25/05/2021, às 13h45 - Atualizado em 26/05/2021, às 07h38

Bancos oferecem opções de crédito para microempreendedores individuais.
Bancos oferecem opções de crédito para microempreendedores individuais. - Fernando Frazão/Agência Brasil

Com a crise econômica causada pela pandemia de coronavírus, não tem sido fácil ser empreendedor em Mato Grosso do Sul. Para estimular a economia, o Governo Federal tem estudado liberar empréstimos de até R$ 5 mil pelo aplicativo Caixa Tem. Além disso, bancos oferecem opções de crédito para MEIs (Microempreendedores individuais).

Para quem tem um pequeno negócio, o microcrédito é uma alternativa, com empréstimos de pequeno valor para microempreendedores formais e informais. A reportagem traz uma lista de opções de crédito em diferentes bancos, confira: 

Caixa e Sebrae

A Caixa informa que firmou acordo junto ao Sebrae para facilitar o acesso ao crédito pelas micro e pequenas empresas. A linha conta com taxas e prazos diferenciados, sendo destinada a MEI (microempreendedor individual), ME (Microempresa) e EPP (Empresa de Pequeno Porte). Para os microempreendedores individuais, a operação possui 24 meses de prazo de pagamento e 9 de carência, sendo a taxa de juros de 1,59% a.m.

Segundo informações da Caixa, as mesmas condições se aplicam ao crédito assistido, dividido em 3 fases:

  • Pré-Empréstimo: o empresário entra na página do Sebrae, assiste ao vídeo tutorial e tem acesso aos conteúdos de apoio para calcular a real necessidade de capital de giro e avaliar sua capacidade de pagamento das futuras prestações. Além disso, pode fazer cursos online específicos para aprender a organizar melhor a vida financeira da empresa. O Fale com o Sebrae está disponível para tirar dúvidas e fornecer orientação técnica online.
  • Empresa que já conseguiu o crédito com o FAMPE: após obter o empréstimo, o empreendedor recebe um comunicado do Sebrae com informações e dicas importantes para manter a saúde da empresa. O cliente aprende a aplicar autodiagnóstico de gestão empresarial e identificar áreas da empresa que precisam de melhorias, como vendas, marketing, gestão de pessoas, entre outras. De acordo com o seu diagnóstico, o Sebrae oferece uma trilha personalizada de cursos.
  • Sinais de inadimplência: O Sebrae também tem solução para quem começar a ter dificuldade de honrar as parcelas. Trata-se de uma consultoria online de recuperação empresarial e renegociação de dívida.

A Caixa ressalta que também dispõe da operação Microcrédito, destinada ao MEI, que tem por objetivo fomentar o crédito a microempreendedores formais e informais de atividades produtivas de pequeno porte.

Banco do Brasil

No Banco do Brasil há opções de crédito para diferentes perfis. Para os microempreendedores, há o MPO (Microcrédito Produtivo Orientado), com empréstimo para melhorar o fluxo de caixa ou para compra de equipamentos, móveis, ferramentas e demais itens necessários. Além disso, o banco oferece orientação e acompanhamento para o negócio, com alíquota zero de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). O valor do empréstimo e o prazo de pagamento são estabelecidos com base na capacidade de pagamento de cada empreendedor. O prazo de pagamento das operações varia de 5 a 18 parcelas. Para mais informações, clique aqui. 

O Banco do Brasil explica que dispõe de diversas linhas de crédito para micro e pequenos empreendedores. Confira as modalidades: 

  • Capital de Giro – linha de crédito 100% digital para suprir a necessidade de capital de giro de micro e pequenas empresas, para aquisição de estoques, pagamento de compromissos, folha de pagamento e impostos, entre outros.
  • Antecipação de recebíveis – para adiantar os valores das vendas a prazo com cartões de crédito ou boleto. A contratação dessas linhas pode ser feita pelo cliente diretamente pela internet, no BB Digital PJ, ou nas agências BB.
  • Financiamento de investimentos – para viabilizar a reforma ou ampliação de instalações, aquisições de máquinas, equipamentos, veículos, placas fotovoltaicas etc., de fabricação nacional ou nacionalizado.

Bradesco

O banco Bradesco tem a opção de MicroCrédito Produtivo Orientado para MEIs formais e informais ou microempresas com faturamento de até R$ 360 mil ao ano. A alternativa é voltada para a compra de bens e equipamentos ou fazer pequenas reformas e ampliações. O crédito também pode ser usado como capital de giro da empresa. Confira aqui. 

BNDES

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) tem o Microcrédito Empreendedor, para empreendedores de atividades produtivas de pequeno porte, ou seja, com receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil em cada ano-calendário. A taxa é negociada entre o agente operador e o cliente, não podendo passar de 4% ao mês. A garantia também é negociada pelo cliente diretamente com o agente operador. Não serão exigidas garantias reais, já que a maioria das transações tem como garantia o aval solidário. Confira detalhes aqui. 

Jornal Midiamax