Cotidiano / Economia

PIB tem retração de 0,3% no 2º trimestre, mas registra alta em comparação com 2020

Segundo pesquisa, o PIB brasileiro também teve diferença mensal positiva neste ano

Felipe Ribeiro Publicado em 17/08/2021, às 15h02

Resultados deste ano animam agentes do setor, segundo FGV
Resultados deste ano animam agentes do setor, segundo FGV - (Foto: Washington Alves/Reuters)

O PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro apresentou queda na passagem do primeiro trimestre de 2021 para o segundo. Segundo dados levantados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), a retração foi de 0,3% no período. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no País.

As informações da entidade revelaram, no entanto, que em relação ao segundo semestre de 2020, o índice sofreu aumento de 12,1%. E se for feita comparação mensal neste ano, junho se sobressai a maio, com variação positiva de 1,2%, e apresenta diferença melhor que junho do ano passado, 10,1%.

Segundo o coordenador da pesquisa, Claudio Considera, existem boas expectativas para uma melhora econômica. “A economia apresentou retração de 0,3% no segundo trimestre comparado ao primeiro, evidenciando que houve certo otimismo com o resultado do primeiro trimestre, mostrando que ainda há um longo caminho para a retomada mais robusta da economia”.

O desempenho obtido no segundo trimestre deste ano, em comparação com o mesmo intervalo de 2020, está relacionado à formação bruta de capital fixo, ou seja, os investimentos, que avançaram 35,2% no período, e pelo consumo das famílias, que cresceu 12,5%. Também houve alta nas exportações (12,9%), mas de forma mais moderada do que nas importações (36,7%).

Jornal Midiamax